Proxxima
Meio & Mensagem

Cresce em Cannes inscrições feitas direto pelos clientes. Xiii, marquim!

Buscar

Blog do Pyr

Publicidade

Cresce em Cannes inscrições feitas direto pelos clientes. Xiii, marquim!

Quais razões estariam levando clientes a inscreverem direto mais peças no evento? Vaidade? Luta por justificar seus postos? Diversidade do sistema de produção da indústria? Eu, se fosse agência, estaria olhando pra isso com atenção.

16 de junho de 2017 - 10h24

Caiu de 43.101 para 41. 170 o número de inscrições em Cannes, do ano passado para cá. Não é algo a se estranhar. A economia no mundo todo foi madrasta e boa parte dos países reduziu verbas para festivais. UK sofreu com o Brexit. Enfim.

O fato talvez a ser observado com um pouco mais de atenção é que os anunciantes estão, eles mesmos, inscrevendo direto seus trabalhos no Festival e isso sim, acredito, mereça das agências um momento de maior reflexão.

Por que? O que está levando seus clientes a pagar uma grana boa para inscrever trabalhos – feitos por suas agências? Ou não? – e se inscreverem direto no evento, coisa que nem de longe faziam poucos anos atrás?

Algumas considerações.

Os anunciantes estão criando estruturas internas próprias. Pode ser, mas não sei se isso seria já o motivo suficiente para gerar esse incremento registrado este ano em Cannes. Mas pode vir daí um pedaço da justificativa.

A diversidade dos trabalhos, tirando o foco específico de comunicação, praia em que as agências nadam de braçada, incorporando projetos que nem sempre são campanhas, passou a envolver estruturas de concepção e realização que não são mais necessariamente agências de propaganda. Hummmm, será? Não acho que isso e só isso justifique a tendência (vamos acompanhar para ver se é tendência mesmo, nos próximos anos). Mas enfim, pode passar por aí outra parte da explicação.

Anunciantes (as áreas de marketing prioritariamente, imagino) querem chamar mais para si o protagonismo da autoria de trabalhos inscritos no evento. Tipo, “ok, a agência contribuiu, mas o mérito é meu. Então, inscrevo eu. E se ganhar, eu subo no palco para receber, a agência só me segue”. É. Pode ser. Marqueteiros andam tendo que mostrar serviço porque o bicho tá pegando pro lado deles. Seus conhecimentos antiguinhos não lhes bastam mais e cada vez mais provar que dominam as disciplinas que comandam passou a ser importante. Tem bônus no final do ano e emprego balançando em jogo. Daí então, um certo empurrãozinho de ombro, tipo chega prá lá, nas agências, pode fazer sentido. Sim, pode. E pode estar aí outro pedacinho da justificativa que estamos tentando encontrar.

E por que será que os organizadores do Festival estão dando destaque a esse fato, se poderiam ficar na moita e nem falar a respeito, já que foram sempre as agências suas grandes parceiras de negócios, que durante anos aportaram os milhões e milhões e milhões de euros que encheram e enchem os cofres do evento há décadas?

Talvez porque a organização de Cannes, também há décadas, sempre quis fazer de Cannes o evento de celebração da criatividade, mas sob os olhos presentes e ao vivo dos anunciantes. Isso porque festivais de criatividade forem durante anos considerados palco da vaidade das agências e isso sempre foi uma pedra no sapato da relação das agências com seus clientes e do evento com os anunciantes, que ao final e ao cabo, pagam a conta. Inclusive das inscrições (o dinheiro que as agências investem nas inscrições não cai do céu, por supuesto, vem deles). Quer dizer, aproximar-se mais e mais dos anunciantes faz sentido para o evento e destacar que os clientes estão agora se inscrevendo direto mais do que sempre pode fazer sentido no PR de Cannes. Pode ser. A conferir.

Deve haver outras razões que eu não estou conseguindo vislumbrar aqui de longe, já que não estou na Cotê D´Azur e não estou enxergando a vida como ela é.

Seja como for, e sejam quais forem as razões, acho que há aí um sinalizinho amarelo para as agências analisarem com carinho e atenção.

Afinal, porque?

 

 

 

 

 

Compartilhe

  • Temas

  • anunciantes

  • Festival de Cannes

Publicidade