Proxxima
Meio & Mensagem

Anexo-D: nossa oportunidade de Adamantium

Buscar

Blog do Pyr

Publicidade

Anexo-D: nossa oportunidade de Adamantium

Um novo conjunto de regras normativas está em discussão em nossa indústria na busca da mais do que necessária regulamentação das normas de negócio e operação da assim chamada indústria digital. Você não pode ficar de fora desse debate, que pode mudar a vida empresarial de todos nós.

Pyr Marcondes
9 de agosto de 2017 - 8h13

Adamantinum, você certamente sabe, é  o material inquebrantável de são feitas as garras do Wolverine. Sabia que você sabia.

O que talvez não saibamos todos é que temos uma oportunidade de Adamantinum nas mãos com o Anexo-D. E claro que você a essa altura já sabe que o Anexo-D é o adendo digital às Normas Padrão do CENP.

Pois fiz uma enquete com chegados do mundo digital sobre o teor do Anexo e todos os meus consultados são unânimes em elogiar a iniciativa e concordar que precisamos um marco setorial que organize a bagunça em que se transformou a terra literalmente sem lei da mídia digital e das formas de remuneração nela e por ela praticadas. Fora a exibição da comunicação ao lado de conteúdos inadequados, que trato em outro post.

Mas também 100 entre 100 consultados são unânimes em apontar impropriedades e gargalos eventualmente intransponíves de determinados itens do anexo, ao menos se ele seguir adiante no formato em que foi redigido.

Não vou entrar aqui nos detalhes desses artigos, o que o mercado já está fazendo nos bastidores. Mais adiante vamos tentar fazer um apanhado mais profundo do debate que no momento toma seu rumo sem rédeas (e isso é bom, porque todo mundo tem que ter direito a opinar, mesmo que seja abobrinha).

O CENP sob o comando do incansável e já memorável Caio Barsotti fez o que entendeu correto  para adequar toda uma nova indústria fundada na tecnologia que nasceu à revelia do nosso mercado e que agora precisamos, de algum jeito, tentar colocar em alinhamento com alguma norma que a molde aos parâmetros da indústria do marketing e da comunicação.

Não vai ser nada fácil. Os entraves vão desde compliances das grandes empresas globais, a questões fiscais que também envolvem o mercado internacional, a dificuldades operacionais e técnicas.

Mas é o seguinte: o mercado precisa porque precisa se mobilizar e ser criativo para construir uma redação que acomode as inadequações. Temos que encontrar saídas para o que pode parecer, agora, irreconciliável. Não somos a indústria da criatividade ? Não ganhamos prêmios em todo o mundo por isso? Pois então, mãos à obra.

Da minha parte aqui vai meu email para quem quiser me enviar sugestões de adaptações do texto: pmarcondes@grupomm.com.br.

Uma oportunidade de Adamantinum não pode ser perdida, como nas batalhas do Wolverine.

 

 

 

Compartilhe

  • Temas

  • ANEXO-D

  • Cenp

  • NORMAS PADRÃO

Publicidade