Proxxima
Meio & Mensagem

Square: a empresa do dono do Twitter, que com dois anos de vida vale mais que o Twitter

Buscar

Blog do Pyr

Publicidade

Square: a empresa do dono do Twitter, que com dois anos de vida vale mais que o Twitter

Square é uma plataforma mobile de pagamentos online. Mas tem sacadas inteligentes que a fizeram crescer muito rapidamente. Enquanto isso, as ações do Twitter valem hoje 35% menos do que no seu IPO.

1 de dezembro de 2017 - 7h42

 

O bonitão Jack Dorsey foi chamado de meio louco quando lançou o Square, em Novembro de 2015. Na época, o Twitter bombava em todos os sentidos, era a plataforma queridinha dos analistas da internet, dos investidores e da comunidade de sabichões do Vale do Silício. Há, e do mundo todo também. Um fenômeno de crítica e público.

O IPO de Square, há dois anos portanto, pra piorar o cenário, foi pífio.

Mês passado, a aparente loucura do Dorsey se provou mais que sã. Square vale hoje mais do que 15 bilhões de dólares, enquanto o Twitter vale alguns milhões menos.

Dorsey tem 2,5 bilhões de dólares em ações do Square e cerca de 320 milhões de dólares do Twitter. Ou seja, também na física, o empreendedor está mais rico em um do que em outro.

Nem tudo é oceano azul para o Square. Analistas dizem que a companhia atingiu seu patamar máximo para o seu desenho de negócios atual e que terá que criar novidades para poder seguir crescendo.

Square é uma plataforma mobile de pagamentos, que nasceu atendendo food trucks, imagine. Expandiu-se para se transformar em uma plataforma de extremo sucesso entre pequenos e médios negócios em geral, por sua facilidade de uso e agilidade em todos os processos da operação.

Enquanto isso, o Twitter sofre um desgaste de certa forma parecido, típico aliás de toda grande operação mundial da internet (exceção ao Google): cresce assustadoramente e, em algum momento, tende a estabilizar-se. A partir daí, vive a incógnita do seu próprio futuro.

Seja como for, Dorsey já escreveu seu nome na história da internet mundial. Poderia sair de fininho dos holofotes agora e ir viver bilionário no fim de mundo que desejasse.

Mas não parece nem de longe disposto a fazer isso.

Acompanhar seus próximos passos e o desenrolar da história dessas duas companhias criadas por ele será, sem dúvida, uma série cujos capítulos não podemos perder de jeito nenhum.

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe

  • Temas

  • square

  • Twitter

  • Mobile

  • mobile payments

  • Redes Sociais

Publicidade