Proxxima
Meio & Mensagem

Que tal falar da transformação dos valores das pessoas da nossa indústria?

Buscar

How To

Publicidade

Que tal falar da transformação dos valores das pessoas da nossa indústria?

Você acha que ser transparente com os seus clientes, vendendo o que não pode entregar e recebendo incentivos que pagam bônus milionários dos executivos realmente constroem confiança, onde seus clientes estão sofrendo para crescer casas decimais?

Raffael Mastrocola
3 de outubro de 2018 - 7h16

Acabei de ler o excelente artigo no Blog do Pyr sobre o novo modelo das agências: escala, conteúdo e vendas. Não tenho como discordar, mas o buraco é muito mais embaixo.

Estamos falando de propósito e valores. Não aqueles que as empresas colocam num lindo quadro MVV (missão, visão e valores) com uma moldura dourada apenas para dizer que têm. Estou falando de um propósito que faça sentido para essa transformação, colocando o seu cliente no centro de tudo. Really!

Explico.

Você acha que realmente uma “agência de publicidade” tem sua estrutura de custo pensada em como oferecer o melhor pro seu cliente com o menor custo e total conexão com os seus objetivos de negócio?

Você acha que os egos e os inúmeros caciques cabem fora de suas bolhas no meio da vida dinâmica do “always be closing” das marcas buscando cada oportunidade de ser mais eficiente e eficaz?

Você acha que ser transparente com os seus clientes, vendendo o que não pode entregar e recebendo incentivos que pagam bônus milionários dos executivos realmente constroem confiança, onde seus clientes estão sofrendo para crescer casas decimais?

Você acha que colocar toda essa pressão nos colaboradores tendo que trabalhar noites e noites para conseguir fazer o mínimo e esfolar seus parceiros ou fornecedores constroem algum tipo de ecossistema sustentável?

Os modelos precisam ser precedidos de valores como transparência e colaboração. Sim devemos ser “lean” e “agile”, mas sem esses dois valores é muito difícil obter o máximo que esses dois modelos podem oferecer.

A transformação precisa começar pelos valores das pessoas, para depois evoluir para o negócio. Né Sir?

(*) Raffael Mastrocola é CEO, Latin America da Oliver

Compartilhe

  • Temas

  • RAFFAEL MASTROCOLA

  • OLIVER

  • Agencias

  • Modelos de Agências

  • ética na propaganda

Publicidade