Meio & Mensagem

CES 2017 mostra como no futuro seremos parte das coisas e elas de nós.

Buscar
CES 2017 3

Notícias

Publicidade

CES 2017 mostra como no futuro seremos parte das coisas e elas de nós.

A feira oferece soluções para termos mais gente nascendo, vivendo mais tempo com saúde e com tanta tecnologia, que vai sobrar mais tempo para o dia a dia.

7 de janeiro de 2017 - 9h54

Depois de 2 dias com palestras dos maiores players disruptivos do Globo, finalmente esta aberta a maior “vitrine do impossível” do mundo, a Feira do CES em Las Vegas, que vai atá dia 8 de janeiro, transformando a cidade em um caos de overbookings, trânsito e criatividade.

São 5 centros de convenções que misturam lado a lado carros conceito com novidades de amamentação materna, inteligência artificial e wearables para animais domésticos, roupas com sensores biométricos e privadas inteligentes, capas de plástico com desenho do Pikachu e complexos e lindos sistemas de sonorização. Uma festa onde startups fazem pitch ao vivo no programa de TV Shark Tank, o Tech Crunch Disrupt apresenta tendências disruptivas, mega stands brigam pela atenção dos buyers e a rede de contatos conecta “the dots” e abastece todo o ecossistema inovativo ate o ano seguinte .

Nesta edição de 2017 foram criadas “ilhas” ou Marketplaces e hoje visitei alguns interessantes ou engraçados.
O de impressoras 3D apresenta soluções portáteis do tamanho de canetas e enormes maquinários. A criatividade ‘e o limite. Agora a família pode viajar com o mínimo de itens e imprimir de brinquedos a bicicletas. E jogar tudo fora no retorno.
Maquetes complexas construídas na hora passam a fazer parte da estratégia de vendas de construtoras. Bens de consumo passam a ter co-autoria do consumidor final, o mundo “on demand” . Alguns dos players na feira são Flux, Lulzbote e Afinia

A área de beleza ainda esta engatinhando e expõe aplicativos que simulam maquiagem profissional na sua “selfie” com YouCam Makeup app, lasers portáteis da Hairmax auxiliam no crescimento de cabelo , testes de DNA caseiros da Aura auxiliam na escolha de melhores cremes ou tratamentos. Muito espaço não populado ainda nesta área e fica a dica desse gap para nossos empresários brasileiros criativos.

A ilha de saúde e bem estar me fez questionar quantos anos a mais esta nova geração vai viver . E o que vão fazer com tanto tempo sobrando ! Os ataques cardíacos passam a ser previstos e evitados pelo monitoramento da A&D Medical, 81% das dores crônicas passam a ser tratadas pelas cintas e joelheiras da Quell conectadas ao seu celular. A 2 Breathe induz o sono monitorando sinais bio e controlando o ambiente sensorial do quarto. Ate a fertilidade masculina tem monitoramento caseiro com o centrifugador da Trak. Os criadores prometem que com medição semanal é possível dosar stress, peso, exercícios e alimentação que afetam a fertilidade do homem e resultados aparecem em 4 meses.

Mobile tem evento global próprio em Barcelona em fevereiro, mas ja antecipa alguns lançamentos, mas com certa confusão na curva do segmento. Ao mesmo tempo que vários fabricantes estão tendo “momentos eureka” com seus recém desenvolvidos Assistentes Pessoais de inteligência artificial, a Huawai se alia a Realidade Virtual e Aumentada da Google e à Amazon-Alexa e oferece mobilidade`a IA. Uma espécie de Siri inteligente com 100% de reconhecimento de nuances de voz que le livros para você, faz seu check in no voo e marca compromissos. Um “concierge” tech. Assim na mesma feira 4 estágios diferentes da curva estão sendo lançados. A evolução da IA com pecas que ficam estáticas na decoração como a própria Alexa , Google Home e geladeira inteligente da Samsung que passam a reconhecer mais de um “dono” por aparelho. A segunda geração chega com robôs Abilix que se movem pela casa dando mais acessibilidade a seu “dono”. A terceira geração lançada pela Nvidia que espalha “reconhecedores” de voz nas tomadas da casa , aumentando a área do alcance do Assistente Pessoal. Por fim a quarta geração totalmente portátil no celular. Todas variações da mesma tecnologia sendo lançadas ao mesmo tempo no mesmo local. Qual deve sobreviver ?

Resumindo, a feira oferece soluções para termos mais gente nascendo, vivendo mais tempo com saúde e com tanta tecnologia, sobrando mais tempo no dia. O universo deve ficar no mínimo “interessante”, não? Na torcida para não termos superpopulação de entediados !!

Compartilhe

  • Temas

  • Alexa

  • Google

  • Pikachu

  • 3D

  • Assistente pessoal

  • CES

  • digital

  • feira

  • futuro

  • Mobile

  • tecnoloiga

  • wearables

Publicidade