Proxxima
Meio & Mensagem

Chatbot para linha de cabelos do Boticário

Buscar

Notícias

Publicidade

Chatbot para linha de cabelos do Boticário

A implementação dos “bots” proporciona atendimento mais ágil e diminui o desgaste dos funcionários, devida à natureza repetitiva das chamadas feitas pelos consumidores.

ProXXIma
16 de abril de 2018 - 8h13

Estreitar o relacionamento com o cliente mesmo que à distância é o desejo de todo varejista. Foi pensando nisso e numa forma de melhorar o diálogo com o consumidor via mobile que as startups Neomode e a Enfoca CHatbots desenvolveram uma espécie de consultoria virtual para a nova linha de produtos Match, de O Boticário.

O “Bate Papo de Cachos” – que está no ar há cerca de dez dias – é um rspaço dedicado exclusivamente para uma conversa,um bate-papo sobre cachos” e sobre a nova linha de cabelos da marca.

“Percebemos que muitas mulheres buscam por conteúdos que ajudem elas a se entenderem com seus cabelos. Assim, a ideia de criar um chatbot veio para atender essa necessidade de forma interativa. O fluxo foi planejado para criar a experiência de uma conversa de salão de beleza em que um especialista em cabelos analisa e recomenda o melhor tratamento de acordo com o tipo de fio”, declara Fernando de Souza Chervinski, analista CRM de O Boticário.

Com interações de inteligência artificial, a página tem como meta promover um atendimento de qualidade, rapidez e eficiência para uma grande quantidade de clientes em pouco tempo. “O sistema dialoga com o consumidor, pois utiliza processamento de linguagem natural (NLP) que visa entender e interpretar as ações desejadas dentro da conversa”, observa a especialista em varejo e co-fundadora da Neomode, Fabíola Paes.  

Segundo ela, os chatbots são novos canais de relacionamento e vendas. “Eles surgem para suprir a necessidade criada pela alteração dos hábitos do consumidor moderno que está cada vez mais conectado ao mundo virtual e mais habituado a navegar em plataformas online e offline”, relata.

“Temos inovação não só no resultado final para os consumidores, mas também na forma de trabalho ágil, multidisciplinar e colaborativo de diferentes áreas. Estamos cada vez mais aprendendo com chatbots, como meio para melhorar o relacionamento com nossos consumidores”, argumenta Thiago Moriyuki Higa, analista do BotiLabs.

Relacionamento e vendas

A implementação dos “bots” proporciona atendimento mais ágil e diminui o desgaste dos funcionários, devida à natureza repetitiva das chamadas feitas pelos consumidores. Com essas vantagens, os chatbots já estão sendo utilizados em empresas de pequeno, médio e grande porte que buscam dar um salto em tecnologia e inovação para oferecer melhor experiência ao cliente.

Outros diferenciais do chatbot referem-se ao sistema. Ele pode operar em múltiplas funcionalidades tais como a captação de leads e atendimento ao cliente [comum nos SACs], melhoria e qualificação da base de dados e do CRM, agendamento e reservas, vendas e relacionamento.

“Os chatbots representam um grande ponto de contato para os consumidores. Com atendimento disponível por 24 horas e 7 dias na semana é possível alcançar níveis de conversão realmente significativos”, reforça Bruno Vieira de Lima, cofundador da Enfoca Chatbots, startup parceira da Neomode no projeto.

Segundo uma pesquisa do Gartner Group – empresa mundial na área de consultoria e que toma como base a preferência dos clientes no quesito atendimento – até o ano de 2020, 85% das comunicações entre pessoas e marcas ocorrerão por canais online. Já a IDC Brasil, companhia provedora de inteligência de mercado, estima que o os chatbots movimentarão cerca de R$ 47 bilhões até o final dos próximos dois anos. Para a indiana Tata Consultancy Services, a projeção é de que o chatbot eleve em até 16% a receita das companhias que os utilizarem.

 

Compartilhe

  • Temas

  • Enfoca Chbots

  • Gartner

  • NEOMODE

  • BOTS

  • Chatbots

  • omnichannel

  • varejo

Publicidade