Proxxima
Meio & Mensagem

Transações via smartphones já representam 41% das vendas online no Brasil, aponta Criteo

Buscar

Notícias

Publicidade

Transações via smartphones já representam 41% das vendas online no Brasil, aponta Criteo

Relatório revela crescimento de 48% nas transações móveis em relação ao ano anterior e indica ascensão global das compras em aplicativos

ProXXIma
17 de outubro de 2018 - 7h10

A Criteo S.A. (NASDAQ: CRTO), plataforma de anúncios para a Internet aberta, acaba de divulgar o relatório Global Commerce Review referente ao segundo trimestre de 2018. De acordo com a pesquisa, o mobile continua ganhando espaço no mercado brasileiro, impulsionado por um aumento nas compras feitas via smartphones. De maio a junho deste ano, as vendas por celulares e tablets (apps excluídos) chegaram a 43% das transações online. Sendo que destas, 41% foram concluídas em telefone móveis.

Em comparação com o mesmo período do ano anterior, houve aumento de 48% nas compras por meio de smartphones no Brasil. Já as vendas em tablets e desktops tiveram queda de 22% e 18%, respectivamente. O estudo, que analisa dados de navegação e compras de mais de 5 mil varejistas em mais de 80 países, revela que a adesão à web móvel e à tecnologia dos aplicativos vem crescendo globalmente.

“No mundo todo, as preferências dos consumidores têm mudado à medida que eles se tornam mais dependentes da conveniência e da personalização que as experiências de compra dentro dos aplicativos podem oferecer. Entretanto, é importante que os varejistas tenham em mente que o lançamento de um app não significa necessariamente resultados imediatos. Existe uma forte correlação entre o crescimento de transações nesse canal e varejistas que desenvolvem e se comprometem com uma estratégia contínua de promoção do aplicativo”, explica Alessander Firmino, diretor geral da Criteo para o Brasil e América Latina.

As três principais tendências globais identificadas pelo relatório da Criteo revelam que:

  • As transações concluídas na web mobile, especialmente nos smartphones, continuam a crescer na maioria dos países e regiões.
  • A participação dos aplicativos aumenta constantemente ao longo do tempo para varejistas que promovem seus apps.
  • Varejistas com lojas físicas tendem a ficar atrás de seus concorrentes com presença unicamente online quando se trata de capturar a demanda no aplicativo.

Para fornecer ainda mais insights acionáveis antes da temporada de compras de fim de ano, a Criteo também acaba de lançar o Seasonal Sales Dashboard. Online e gratuita, a ferramenta possibilita que os varejistas tenham acesso a uma análise de como os consumidores se comportaram no Brasil e em mais 15 países durante a temporada de 2017. A ferramenta interativa é alimentada por um bilhão de transações de mais de 2,5 mil varejistas. Os usuários podem detalhar o conjunto de dados e classificar por país, categoria de varejo e intervalos de datas entre 1º de novembro de 2017 e 31 de dezembro de 2017.

“Com pouco mais de dois meses até o Natal, os varejistas precisam entender os padrões diferenciados de navegação e compra de seus consumidores no celular para promover experiências que realmente farão a diferença neste final de ano, incluindo a Black Friday. Agora é o momento de ajustar as estratégias com foco em dispositivos móveis para garantir o sucesso da temporada”, afirma Firmino.

 

Confira abaixo mais descobertas do Global Commerce Review:

 

  • Mobile continua a crescer
  • Em muitos países, particularmente no norte da Europa e no Japão, as transações mobile representam mais de 50% das transações online
  • A região da Ásia – Pacífico, APAC,  tem sido líder em transações mobile (51%), mas todas as outras regiões acompanham o crescimento, incluindo Oriente Médio e África (47%), Europa (44%), América do Norte (39%) e América Latina (38%).
  • O sucesso do aplicativo de compras depende de uma divulgação inteligente
  • Globalmente, o mobile domina entre os varejistas que promovem seus aplicativos de compra. Nesses casos, a Criteo registrou um aumento de 30% em transações feitas via app em relação ao mesmo período do ano anterior.
  • A região da Ásia – Pacífico (APAC) conta com a maior parcela de transações em aplicativos (46%), seguida pela Europa (26%) e Américas (18%).
  • Varejistas que possuem ou estão considerando um aplicativo de compra têm boas razões para investir na divulgação. Na América do Norte, a taxa de conversão nos aplicativos de compra é mais de três vezes maior que na web mobile.

 

  • Varejistas exclusivamente online continuam a superar os tradicionais quando os dois promovem aplicativos de compras
  • Para os varejistas exclusivamente online que promovem seus aplicativos, 31% das transações são provenientes app.
  • Varejistas com lojas físicas que promovem um aplicativo de compra têm menos transações no app (21%) em comparação com os players online, mas possuem a oportunidade de integrar ainda mais a tecnologia dos aplicativos à experiência dos consumidores antes, durante e depois da visita ao estabelecimento

Metodologia do Q2 Global Commerce Review

Para conferir o relatório Q2 Global Commerce Review completo, clique aqui. O Global Commerce Review analisou navegação e compra individuais de mais de 5 mil varejistas, em mais de 80 países, durante o segundo trimestre de 2018.

Metodologia do Seasonal Sales Dashboard

O painel analisa o tráfego diário e os dados de vendas de mais de 2.500 anunciantes de varejo em 16 países, respondendo por mais de 1 bilhão de transações no quarto trimestre de 2017. Os dados mais granulares são sempre confirmados por dados verificados de pelo menos 10 varejistas. O tráfego indexado e os dados de vendas são comparados com a média em outubro de 2017. O compartilhamento de tráfego e vendas por dispositivo não inclui aplicativos.

Mapa Global Interativo

Para visualizar o mapa mundial interativo que apresenta um panorama global de dados regionais agregados, visite: https://www.criteo.com/insights/global-commerce-review-map/

 

 

 

Compartilhe

  • Temas

  • celular

  • varejo

  • Mobile

  • venda

  • Celular

  • MOBILE COMMERCE

Publicidade