Proxxima
Meio & Mensagem

Inteligência Artificial: bem-vindo a nova Internet.

Buscar

Blog do Pyr

Publicidade

Inteligência Artificial: bem-vindo a nova Internet.

A Internet é hoje nossa plataforma de conectividade por excelência. É por ela e através dela que conversamos, que acessamos dados e conteúdos. Isso tudo vai continuar. Só que em breve não haverá conexão fora da mobilidade e não haverá internet sem AI.

5 de março de 2018 - 8h00

Fogo, Eletricidade, Internet e Inteligência Artificial. Resumindo, essa é a história da Humanidade até aqui.

O capítulo da Inteligência Artificial está em construção nos laboratórios mais avançados do mundo, de autoria dos mais inteligentes cérebros a disposição no Planeta hoje. E ele re-escreverá a forma como vivemos, mas meu ponto aqui é ligeiramente diferente.

A Internet é hoje nossa plataforma de conectividade por excelência. É por ela e através dela que conversamos, que acessamos dados e conteúdos. Isso tudo vai continuar.

Ocorre que a Internet é burra. É um protocolo de conexão em rede, uma instrução tecnológica, uma base vazia de vai e vem de dados. Pois então imagine se uma camada de inteligência pudesse ser colocada sobre ela e se essa camada se integrasse a ela dotando-a de uma capacidade incremental de aprendizado sem fim.

Pois é isso que vai acontecer quando a Inteligência Artificial se incrustar na base da internet, deixando a internet que conhecemos parecendo um Atari.

No MWC deste ano, embora o evento claramente viva um momento de expectativa e espera diante da chegada das versões mais definitivas de várias tecnologias, entre elas a própria Inteligência Artificial, mas também o 5G, por exemplo, deu perfeitamente para enxergar um pedacinho do nosso futuro conectado.

Lembra que um dia dissemos que o mobile era a “segunda tela”? Lembra quando, logo depois, evoluímos e passamos a usar a expressão “mobile first”? Pois vamos rapidinho avançar para falarmos em “mobile only”, já que a internet será integralmente móvel, não ficando nenhum tipo de conexão fora dela. Para então, finalmente, chegarmos ao patamar da “Artificial Intelligence only”.

Não haverá conexão fora da mobilidade e não haverá internet sem AI.

Essa transformação impactará na forma como navegamos a usamos a internet, porque ela vai saber quem somos, o que gostamos e o que preferimos.

Será assim que, em muito pouco tempo, não vamos mais navegar na Internet: ela é que vai nos navegar.

 

 

 

Compartilhe

  • Temas

  • internet

  • Mobile

  • inteligência artificial

Publicidade