Proxxima
Meio & Mensagem

CEOs de empresas tech/digital falam sobre 2019

Buscar

Blog do Pyr

Publicidade

CEOs de empresas tech/digital falam sobre 2019

CEOs da Socialbakers, Squid, House of Hagens, ID/Tbwa e Social Miner falam sobre 2019. Na pauta, Inteligência Artificial, leis de dados, as redes sociais e o futuro do trabalho.

18 de janeiro de 2019 - 8h02

Alexandra Avelar, Country Manager da Socialbakers 

“2018 foi o boom dos influenciadores no Instagram e, neste ano, sua relevância será mantida. Entre os estudos realizados pela Socialbakers, conseguimos perceber um engajamento superior desta rede em relação ao Facebook, que hoje possui o maior número de usuários ativos. Com isso, o investimento na produção de conteúdo desses profissionais para conversar com principais públicos de interesse seguirá como forte tendência neste ano. Porém, ao trabalhar com influenciadores, as marcas devem se manter  cautelosas na escolha dos perfis devido às diversas polêmicas relacionadas ao universo como, por exemplo, seguidores falsos e declarações controversas. Certamente este trabalho será facilitado pelo avanço tecnológico que já permite analisar os números de seguidores, comentários e curtidas e, assim, identificar possíveis fraudes.” Alexandra Avelar, Country Manager da Socialbakers

Isabela Ventura, CEO Squid

“Mudanças são inevitáveis no marketing, mas podemos escolher sofrê-las ou conduzi-las. Pra mim o futuro do marketing é ele ser cada vez mais humano. Qualquer coisa que não possa ser digitalizada ou automatizada se tornará extremamente valiosa. Características exclusivamente humanas como criatividade, imaginação, emoção serão ainda mais importantes no futuro.

Assim, acredito cada vez mais que para as marcas serem bem-sucedidas, elas precisam encontrar novas formas de se fazer publicidade. Uma publicidade menos chata e intrusiva. Creio que uma das tendências sejam as marcas criando conteúdos relevantes e criativos junto e para quem está em torno dela. É sobre amplificar essas vozes se aproximando e fomentando comunidades de maneira humana, empática e consciente”

Ricardo Rodrigues, cofundador da Social Miner 

“Em relação à privacidade, acredito que o marketing como um todo vai passar por um processo de reestruturação, com base nas mudanças trazidas pelas novas leis de proteção de dados (LGPD, em português).

Também acho importante destacar a economia do comportamento ou Behavioral Economics, que vão mudar o modo como entendemos o consumo. E, quando falamos de marketing, estamos falando de consumo. Portanto, acredito que, nesse contexto, o neuromarketing é uma supertendência, uma vez que seus recursos nos permitem entender muito mais sobre o comportamento do consumidor e a influência das emoções nesse processo.

Por fim, uma tendência que, apesar de não ser novidade, ainda é muito importante para o mercado: a personalização. Muito já se falou sobre o tema, mas o mercado ainda não entrega o nível de personalização que ele deseja, embora a gente tenha cada vez mais tecnologias disponíveis para fazer isso acontecer.” Ricardo Rodrigues, cofundador da Social Miner

Clauber Scarparo, CEO da House of Hagens.

“Destacamos como tendências para 2019, modelos de negócios flexíveis e otimizados, com menos luxos, mas que geram resultados reais. Trabalhar com uma remuneração justa e transparente. Montar uma equipe com profissionais que contam com backgrounds diversos, pois assim são capazes de detectar inadequações e tenho certeza, chegam a soluções mais plurais. E por fim, as agências também precisam exercitar uma criação mais esperta e adaptadas à nova realidade do mercado, pois hoje em dia, ninguém tem dinheiro para jogar fora, além da tarefa da agência ser realizar o mesmo com menos, cuidando do dinheiro do cliente como se fosse seu. ”

Camila Costa, CEO da ID\TBWA 

“Cada vez mais evoluída, a Inteligência Artificial em ferramentas de mídia avança com bastante rapidez. Essa vertente da tecnologia tem sido fundamental para trazer maiores e melhores resultados em volume e rentabilidade das conversões através do aprendizado de algoritmos e automação da gestão de campanhas. Podemos dizer que o reflexo mais visível disso é a consolidação da mídia programática que capta cada vez mais share dos investimentos digitais. Uma tendência para 2019 é, sem dúvida, a integração dessas plataformas e, consequentemente, dos dados e aprendizados das ferramentas – o que torna a Performance cada vez mais poderosa.

Com relação a dados, é preciso avançar mais na conexão de inteligência entre o conhecimento do público e as jornadas de navegação. É fundamental que insights digitais pautem a criação de forma 360º, e que os ciclos de resultados realimentem as estratégias. Estamos na era de descobrir o que atrai cada público e não mais empurrar mensagens” – Camila Costa, CEO da ID\TBWA

 

Compartilhe

  • Temas

  • Socialbakers

  • SQUID

  • social miner

  • house of hagens

  • ID/tbwa

  • comunicacao

  • Indústria da Propaganda

  • 2019

Publicidade