Proxxima
Meio & Mensagem

Blockchain não resolve distribuição de conteúdo

Buscar

Blog do Pyr

Publicidade

Blockchain não resolve distribuição de conteúdo

Ou seja, a necessidade de impulsionamento nas redes sociais e a necessidade de ações de mídia e comunicação nas estruturas tradicionais de publicidade seguirão sendo necessárias.

19 de março de 2019 - 7h25

A suposição de que o blockchain pode vir a ser uma saída eficaz alternativa para a distribuição de conteúdos, seja de creators independentes, seja de produtores com conteúdo proprietário, seja de publishers institucionalizados, caiu por terra para quem ouviu as entrelinhas do painel “Blockchain is Shaping the Future of Content”.

Resolve o pedaço de ser uma plataforma segura, tecnologicamente preparada para de fato distribuir digitalmente conteúdos direto de quem os produz para a audiência final, desintermediando a cadeia, só que não contaram pro povo que se ninguém souber que aquele conteúdo existe, ninguém vai querer consumi-lo.

Ou seja, a necessidade de impulsionamento nas redes sociais e a necessidade de ações de mídia e comunicação nas estruturas tradicionais de publicidade seguirão sendo necessárias. É uma desintermediação capenga, porque apenas cuida do lado logístico e não traz qualquer solução alternativa para o lado da difusão e captação de audiência.

Os participantes do painel, Tara Tan, Diretora do excepcional estúdio de design Ideo, entrevistou o especialista de fato altamente qualificado em conteúdo e blockchain Rayan Andal, President e Co-Founder da empresa de blockchain Secret Location, e falaram sobre maravilhas, sem ironia, como interactive storytelling ( que a cadeia de blockchain permite, integrando o usuário na inter-relação com a história e conteúdo por ela distribuído), ou ainda como a cadeia é segura e confiável.

Mas como atrair público, bom, aí continua falando lá com Google e Facebook.

Compartilhe

  • Temas

  • midia

  • Produção

  • creators

  • BLOCKCHAIN

  • distribuição de conteúdo

Publicidade