Proxxima
Meio & Mensagem

Pilatos´s Brand Strategy: marcas lavam as mãos para o coronavirus

Buscar

Blog do Pyr

Publicidade

Pilatos´s Brand Strategy: marcas lavam as mãos para o coronavirus

Simples: elas não querem se contaminar. É legítimo, cada marca se engaja no que quer. Estão de quarentena. Pilatos´ Brands Strategy.

16 de março de 2020 - 8h02

Todos devemos lavar as mãos para evitar a disseminação de contágio do coronavirus. As marcas estão seguindo rigorosamente esse procedimento preventivo de higiene, para se manterem limpas também e não se contaminarem envolvendo-se com a epidemia.

Buscam tanto que suas mensagens viralizem na internet, não é mesmo? Mas agora não. Estão de quarentena.

É legítimo. Elas podem e devem fazer o que entendam justo e estrategicamente correto. Problema e responsabilidade delas.

Mas olha, marketing e comunicação são das mais poderosas ferramentas de informação e transformação social, se bem utilizadas. Inclusive em apoio a causas socialmente relevantes. Creio nisso. Defendo isso.

As marcas … hummm … nem tanto.

Temos visto seu engajamento em questões ligadas a diversidade. Isso é ótimo, desde que transparente, íntegro e de verdade (o que nem sempre é o caso, para muitas delas).

Mas essas questões estão mais claramente ligadas a comportamento e consumo. Ou seja, mais diretamente ligadas aos seus negócios.

E agora, que a questão é de saúde pública? Isso não é estratégico?

Não, não é.

Manterem-se higienizadas contra esse que seria certamente um envolvimento menos proveitoso, talvez seja mesmo a melhor atitude a tomar.

Pilatos era bom nisso. Um estrategista da isenção. Também lavou suas mãos.

Jesus que o diga.

 

Compartilhe

  • Temas

  • marcas

  • coronavírus

Publicidade