Proxxima
Meio & Mensagem

Mas afinal o que é Spatial Web?

Buscar

Blog do Pyr

Publicidade

Mas afinal o que é Spatial Web?

Simples, é a web que está em nós e a nossa volta. Não exatamente nos computadores. Estamos falando da web que estará nas coisas, no nosso corpo e nossas roupas. Para além da que temos já nos nossos celulares.

14 de maio de 2020 - 7h20

Ora, se ela estará a todo redor em torno de nós, isso então não significa que passaremos a fazer parte, virtual e físicamente, da internet?

Sim, é isso mesmo. De certa forma, estaremos embedados dentro dela.

O último livro do Peter Diamandis, da Singularity University, que se chama “The Future is Faster Than You Think”, tem um trecho dedicado ao tema, exatamente no capítulo em que fala da sua visão sobre o futuro da propaganda.

Nele, o autor mostra que as tecnologias imersivas que já conhecemos, como AR/VR/MR vão se transformar em plataformas interativas conectadas, nos envolvendo em mundos paralelos virtuais que nos parecerão reais, porque os experimentaremos no dia a dia.

Dessas letrinhas todas, preste mais atenção a MR, ou Mixed Reality, em que o virtual se mistura com o real. As experiências vão saltar das telas dos computadores e celulares direto para nosso entorno físico cotidiano.

O diagrama conceitual cabeçudo da bagaça é este aí abaixo.

Tá meio claro, mas na World Wide Web, são computadores que se conectam. Na Spatial Web são pessoas, espaços e coisas.

Faz tempo comento com você aqui que temos claramente diante de nós a evolução acelerada da hiper-convergência, em que tudo, em tecnologia e digital, tende a convergir para uma mega fusão.

O digrama para isso é este aí abaixo.

Tudo integrado a tudo, levando a evolução das descobertas e dos avanços da ciência e tecnologia, na prática, a velocidades exponenciais.

Aqui abro um pequeno parênteses para te contar que, segundo a academia, empresas de pesquisa e consultorias especializadas ao redor do mundo, a conclusão que se chega é que 70% do real valor das tecnologias é gerado pelas redes e pelos efeitos da alta conectividade. O maior saber contemporâneo nessas áreas da ciência e da tecnologia vem de vivermos hoje em redes hiper-conectadas. Exemplo recente disso será o tempo recorde mínimo em que o mundo, daqui a pouquinho, terá desenvolvido uma vacina para o COVID-19. O saber emana das pessoas, mas se difunde, se alastra e se acelera nas redes.

Agora imagine se adicionalmente a redes das máquinas, tivermos uma rede de coisas e pessoas conectadas. Ou seja, redes digitais, físicas e biológicas totalmente conectadas.

É de pirar.

Bem-vindo a Spatial Web.

 

 

Compartilhe

Publicidade