Proxxima
Meio & Mensagem

É hora de acelerar a retomada e se inocular para sempre de tecnologia

Buscar

Blog do Pyr

Publicidade

É hora de acelerar a retomada e se inocular para sempre de tecnologia

Podemos promover uma revolução a partir desse desastre sem precedentes que é o COVID-19. Será desse infame invasor assassino que poderemos renascer fortalecidos por certezas que não tínhamos antes e conhecimentos que não dominávamos antes.

27 de julho de 2020 - 8h00

 

Os números da pandemia mostram um país como sempre foi o Brasil: prenhe de desigualdades e diferentes momentos de desenvolvimento.

Uma coisa, no entanto, é certa: caminhamos, mal ou bem, para um controle do vírus em alguma medida e algum momento logo ali adiante, e agora é mais do que a hora dos negócios se prepararem não mais para um cenário de crise instalada, mas para medidas estratégicas de enfrentamento e superação de um quadro de crise total, que começa, bem aos poucos, mas inevitavelmente, a ficar para trás.

É hora de mudança de mindset do modo precaução, para o modo aceleração. Do modo receio, para o modo coragem. Do modo convencional, para o modo exponencial.

Todos acompanhamos como a pandemia acelerou processos de transformação digital que estavam engavetados. Evoluímos anos em meses. Todos vimos isso.

Pois bem, agora é a hora de entender que isso não foi circunstancial, mas que pode vir a ser a velocidade que teremos que seguir de agora em diante.

Eu diria mais: agora é a hora de entender isso não como uma nova dificuldade, mas como uma gigantesca oportunidade. Oportunidade de superação, hiper-desenvolvimento e escalada para um novo patamar, seja seu negócio qual negócio for.

Para as agências, é hora de trazer a tecnologia definitivamente para dentro de casa. Para os anunciantes, é hora de inovar como método de gestão e geração de negócios. Para as plataformas de mídia e comunicação, é a hora de se transformarem em plataformas de dados, tecnologia e conversão. Para os negócios digitais, é hora de se transformarem em ecossistemas de integração omnitudo.

É hora também de nossa indústria, essa mesma descrita aí acima, assumir seu protagonismo já, diante de um cenário de negócios em que ficou mais do que provado que é a população, na condição de cidadãos e consumidores, que dita o que as empresas devem ou não fazer, e não o contrário. Serão eles sempre que determinarão o ritmo e razão de ser dos negócios.

E sabe quem conversa e entende melhor essa gente toda? Nossa indústria.

É hora do diretor de marketing assumir protagonismo na corporação. É hora da agência assumir protagonismo no marketing. É hora dos veículos assumirem-se como a rede de conexões protagonista, que integra tudo, porque está em todos os lugares em que os públicos estão.

Podemos promover uma revolução a partir desse desastre sem precedentes que é o COVID-19. Será desse infame invasor assassino que poderemos renascer fortalecidos por certezas que não tínhamos antes e conhecimentos que não dominávamos antes.

Planta baixa e pátio de manobras de tudo isso está a tecnologia. Será ela a viabilizadora de tudo. Chega de entendê-la como um desafio, um problema ou, para alguns tontos da cabeça, uma inimiga.

Ela é uma aliada, uma força descomunal, gigantesca e exponencial a nosso serviço e a nosso favor.

Mãos e cabeças à obra. A oportunidade é única. E ela é enorme.

 

Compartilhe

  • Temas

  • tecnologia

  • Empresas

  • pandemia

  • VOLTA AO NORMAL

Publicidade