Proxxima
Meio & Mensagem

Afano de assinaturas gera prejuízo bilionário na indústria de streaming

Buscar

Blog do Pyr

Publicidade

Afano de assinaturas gera prejuízo bilionário na indústria de streaming

Todas as plataformas conhecidas estão sofrendo, umas mais, outras menos, com o problema. Doido, mas verdadeiro

9 de abril de 2021 - 6h00

(Crédito: Antonio Guillem/iStock)

Você, certamente, conhece alguém – ou alguéns – que assiste a conteúdos de streaming através da assinatura de um terceiro. De graça e afanando forte as companhias provedoras desse serviço. Tem alguém bem aí na sua família, confesse.

É incrível que isso ocorra, menos talvez pelo espírito de porco humano de tentar levar vantagem indevida onde dá, mas mais por constatarmos que uma indústria tão sofisticada não consegue se proteger desse gato e coibi-lo.

Isso ocorre certamente no Brasil em grande escala, mas aqui não temos ainda como medir essa evasão de divisas. Mas nos EUA, os caras estão medindo. E os números são impressionantes. O mais impressionante deles é que, no ano passado, o prejuízo dos provedores de streaming atingiu US$ 2,4 Bi, sendo que este ano a projeção é que ele cresça para incríveis US$ 4 Bi. Seriam 88 milhões de contas gatunas.

O levantamento é da CordCutting em seu relatório anual “Subscription Mooching: 2021 Annual Report”. No estudo, observou-se um aumento de quase 50 milhões de adultos norte-americanos que declaram assistir a streaming – 168 milhões em 2020, 214 milhões neste último relatório. Isso representa mais de 80% das pessoas com mais de 18 anos. No entanto, com 88 milhões de contas compartilhadas, o estudo estima que as plataformas de streaming estão perdendo os bilhões que citei aí acima.

O relatório diz que apenas cerca de 60% das pessoas estão pagando por sua própria assinatura de streaming, mas isso varia dependendo da plataforma. O Amazon Prime Video tem a maior porcentagem de usuários que se inscrevem por conta própria (72%), na verdade até 2020 (69%). Disney + é o mais baixo, com 52%, mas também está acima de 2020 (50%). Na verdade, todas as plataformas de streaming incluídas no relatório, exceto Hulu, viram um aumento na porcentagem de pessoas que pagaram por sua própria assinatura (HBO Max não tinha dados para 2020).

Todas as plataformas conhecidas estão sofrendo, umas mais, outras menos, com o problema. Doido, mas verdadeiro.

E eu que pensei que só brasileiro fazia gato. Lá os caras fazem cat.

Compartilhe

Publicidade