Proxxima
Meio & Mensagem

O que a disruptiva Universidade da Pandemia tem a ensinar aos produtores de conteúdo

Buscar

Blog do Pyr

Publicidade

O que a disruptiva Universidade da Pandemia tem a ensinar aos produtores de conteúdo

Em artigo publicado na revista Shots, Tiago Marcondes, sócio e diretor da produtora internacional Lobo, explica porque a pandemia trouxe aprendizados únicos

14 de abril de 2021 - 8h04

Tiago Marcondes, sócio e diretor da produtora internacional Lobo, do grupo Vetor Zero, e também criador da unidade Alton, igualmente associada a Vetor, publicou, na semana passada, um artigo na revista Shots, voltada para criação e produção de comunicação publicitária — possivelmente o título mais renomado na área. O artigo tem como título “Welcome to Pandemic U” e nele Tiago explica porque a pandemia trouxe aprendizados únicos, como uma Universidade de novas práticas e novas formas de abordar projetos e soluções no mundo contemporâneo da produção publicitária e de filmes em geral.

O statement do artigo vem logo no início: “Já passamos do jardim de infância pandêmico, onde havia caos. Nos formamos no ensino médio pandêmico, onde nos preparamos para lidar com uma nova realidade em termos de tempo, espaço pessoal, companheirismo, dilemas sociais e como preparar o próprio almoço todos os dias. Agora, é hora de começar a reconstruir nossos modelos de negócios e nossos processos. Esta é a Universidade da Pandemia. Esqueça sua pontuação no SAT — você está dentro”.

E explica porque estamos diante de uma disrupção de modelos: “Essa é a principal lição desta pandemia: buscar, atrair e combinar talentos. Esta curadoria criativa é um elemento crucial necessário para entregar qualquer trabalho audiovisual de alto nível a partir de agora”.

Leia o artigo na íntegra aqui.

 

Compartilhe

Publicidade