Proxxima
Meio & Mensagem

Dados de 100 milhões de usuários Android vazaram

Buscar

Blog do Pyr

Publicidade

Dados de 100 milhões de usuários Android vazaram

A internet tornou-se insegura para todos nós. Nossa identidade digital, de nenhum de nós, está a salvo

28 de maio de 2021 - 6h00

(Crédito: Alex Secret/ iStock)

Se você não foi um dos privilegiados entre os 100 milhões de usuários Android que tiveram dados de vários de seus aplicativos vazados na internet, não se apoquente. Sua vez, se já não chegou, vai chegar. 

Não, não é ironia. Nem sadismo. É apenas um dado (pleonasmo aqui) da dura e vulnerável identidade digital de todos nós. 

Através de um relatório publicado na quinta-feira passada pela Check Point Research, uma empresa de segurança cibernética dos EUA, ficamos sabendo que  23 aplicativos móveis populares no ambiente Android continham uma variedade de “configurações incorretas de serviços em nuvem de terceiros”.

Os serviços em nuvem são amplamente usados ​​por serviços e aplicativos online hoje, talvez ainda mais devido à rápida mudança para o trabalho remoto causado pela pandemia. Embora extremamente útil no gerenciamento, armazenamento e processamento de dados, o gerenciamento em nuvem contém, também, vulnerabilidades de segurança, e foi o que aconteceu com os apps desses 100 milhões de usuários.

Como publicou a ZDNET em seu site, ao investigar o aplicativo do serviço de táxi, por exemplo, a equipe conseguiu enviar uma solicitação simples ao banco de dados do aplicativo e obter mensagens enviadas entre motoristas e clientes, nomes, números de telefone e locais de coleta e entrega. Brincadeira. 

Vazaram dados sensíveis e privados de e-mails e um monte de outras trocas de informações pessoais mais.

A internet tornou-se insegura para todos nós. Nossa identidade digital, de nenhum de nós, está a salvo. O que pede que reconfiguremos nosso HD. O HD do nosso código de conduta no ambiente web. Introjetar a ideia de que é assim e que, enquanto for assim (não há indicativos de vá mudar, mesmo com os avanços das plataformas de cyber-segurança), temos que cuidar, nós mesmos, de nós mesmos. Nossa ingenuidade é parte do problema. 

Sermos menos bobinhos será parte da solução.

Compartilhe

Publicidade