Proxxima
Meio & Mensagem

Veja o bolão que TikTok vai jogar na Champions 2021

Buscar

Blog do Pyr

Publicidade

Veja o bolão que TikTok vai jogar na Champions 2021

As alianças entre antigos players e as novas plataformas tecnológicas no ambiente dos eventos ao vivo particularmente do esporte vai continuar

1 de junho de 2021 - 6h00

Manchester City e Chelsea, na Champions (Crédito: Facebook/Uefa)

Quem assistiu semana passada a não tão emocionante como esperada final da Champions League entre Manchester City e Chelsea pela TNT, teve a oportunidade de ouvir o entusiasmado narrador do jogo fazer, no primeiro tempo, várias chamadas para uma grande novidade que seria anunciada no intervalo do match. 

A novidade para a versão 2021 do campeonato é que a audiência poderá acompanhar conteúdos ligados à contenda também pelo TikTok, ao mesmo tempo, que anunciava o encerramento da parceria com o Facebook de três anos.

Ele teve também que, no meio do segundo tempo, explicar que a TNT continuaria a transmitir os jogos do campeonato europeu, para espectadores incertos do que TikTok estaria fazendo nesse campo que não é seu.

Bom, não era seu, em verdade. Agora é. E vai ser cada vez mais. É o que aponta o movimento da plataforma de vídeos curtos mais bem sucedida da história da internet, depois do YouTube e do Instagram. A que explodiu mais velozmente, talvez.

TikTok anunciou-se como patrocinador global do Uefa Euro 2020 ano passado. Foi a primeira vez que uma plataforma de entretenimento digital patrocinou um grande torneio internacional da Uefa.

Através da sua parceria com a entidade suprema do futebol europeu, TikTok vem já entrando em campo com sua infraestrutura de plataforma de conteúdos rápidos e digestíveis, oferecendo um lugar onde os fãs podem seguir seus criadores de conteúdo de futebol favoritos, compartilhar o melhor do conteúdo de futebol e vídeozinhos conexos a eles, além de um inventário com seus próprios momentos especiais, reações e celebrações em torno do torneio.

Um canal oficial da Uefa Euro foi lançado recentemente no aplicativo, com conteúdo exclusivo dos bastidores, bem como imagens atuais e de arquivo histórico do campeonato.

O canal, @ChampionsLeague entregará conteúdo para uma nova geração de fãs que faz parte de uma crescente comunidade TikTok, que abrange hoje mais de 150 países e 75 idiomas. Trará novas formas de contar histórias para um rico arquivo de momentos icônicos, com destaques para craques como Zinédine Zidane,  Ronaldinho, Cristiano Ronaldo, Lionel Messi entre, obviamente, inúmeros outros (esses são os que aparecem em destaque na campanha da plataforma).

A primeira campanha do TikTok sobre tudo isso entrou no ar junto ao jogo da final.

A principal peça é um bom e velho comercial da TV, criado pela agência inglesa Dark Horses, o que não deixa de ser sintomático: a TV segue sendo a plataforma dos eventos ao vivo, disparada.

O significado de tudo isso é igualmente emblemático. Sai Facebook, entra TikTok.

Não, Facebook não vai deixar de brigar nesse campo, o dos eventos ao vivo, nem abandonar sua tentativa, como eu já disse há alguns anos, de virar TV. TikTok também quer virar TV. Entenda-se TV como uma plataforma de entretenimento de penetração global cuja audiência dos eventos ao vivo segue sendo um dos maiores e mais rentáveis momentos das transmissões de conteúdo do mundo.

Não estranhemos se, em algum momento, também a Amazon entre nessa. Idem a Apple. 

Na mesma final da Uefa, pudemos ver o lançamento no Brasil do HBO Max, plataforma streaming da HBO, que reúne filmes e séries e, mais recentemente, todo o mundo do esporte. 

Adaptando-se a tudo isso através do seu improvável canal TNT (que exibia filmes antigos) no Brasil a TNT/HBO transmite jogos da NBA, a própria UEFA, corridas da Nascar e jogos do Brasileirão.

As alianças entre antigos players e as novas plataformas tecnológicas no ambiente dos eventos ao vivo particularmente do esporte, e, nele, o futebol, maior esporte do mundo, vai continuar. 

Muito bom assistir tudo isso na posição privilegiada e espectador.

Compartilhe

Publicidade