Proxxima
Meio & Mensagem

Netflix vira empresa de gaming

Buscar

Blog do Pyr

Publicidade

Netflix vira empresa de gaming

Para tentar, como já fez com as indústrias de TV e cinema, quebrar a banca

10 de agosto de 2021 - 14h39

(Crédito: Souvik Banerjee)

Sem abandonar obviamente o que já é, vai apostar em outro jogo: jogos. E apostar grande. Para tentar, como já fez com as indústrias de TV e cinema, quebrar a banca.

David Bloom: ‘Enquanto outras empresas de mídia ainda estão tentando descobrir o que o streaming DTC significa para suas divisões legadas de filmes, broadcast e cabo, ou com qual concorrente elas podem se fundir, a Netflix está construindo discretamente a experiência para ter sucesso na próxima geração de entretenimento ‘

“Vemos os jogos como outra nova categoria de conteúdo para nós, semelhante à nossa expansão para filmes originais, animação e TV não roteirizada”, disse o COO e Diretor de Produto Greg Peters em seu anúncio ao mercado durante a apresentação dos resultados do trimestre da companhia.. “Realmente vemos isso como uma extensão da oferta principal de entretenimento. Achamos que temos a oportunidade de adicionar jogos e oferecer mais valor de entretenimento aos nossos membros com isso. ”

Uai, faz enorme sentido. Tipo, não dá para imaginar como haviam feito isso antes. Agora que eles disseram, parece assim (mas nem eu, nem você havíamos pensado isso antes, certo? Ponto para os caras. Uma vez mais.).

Há adaptações a serem feitas aqui e ali. Por exemplo. Os ciclos de desenvolvimento e marketing de jogos são diferentes, as expectativas e experiências dos fãs também variam enormemente e a base de habilidades de produção se sobrepõe apenas moderadamente.

Mas se superpõe. Trata-se de estruturas de produção de entretenimento, que precisam ser distribuídas, e isso Netflix domina como ninguém.

E há o fato de que jogar é diferente de apenas assistir. É preciso que os aparelhos (e Netflix é hoje acessada por um série altamente diversa de aparelhos) precisam ter features de hardware que permitam o gaming. Mas não é isso que vai ser nenhuma grande barreira. quem quiser jogar via Netflix, vai dar um jeito e boas.

A abordagem mobile-first da companhia resolve o problema de acesso, por enquanto. Como Peters disse, a maioria dos clientes da Netflix tem acesso a smartphones com capacidade para jogos, embora a Netflix deva navegar pelos caprichos da App Store da Apple e vários equivalentes do Android. 

Peters declarou ainda que os jogos estarão disponíveis gratuitamente como parte da assinatura básica da Netflix. Mas o mecanismo para baixar e jogar um jogo será diferente em cada plataforma. Não se trata apenas de clicar no aplicativo e começar a jogar.

“Vamos começar relativamente pequeno, aprender, crescer e então expandir nosso investimento”, disse Peters.

Vai rolar, Peters. Você tem toda razão.

Publicidade

Compartilhe