Proxxima
Meio & Mensagem

Dados são essenciais para uma publicidade mais precisa

Buscar

How To

Publicidade

Dados são essenciais para uma publicidade mais precisa

Hoje em dia, já é possível segmentar a audiência por meio de geolocalização, apps instalados nos telefones, histórico de navegação na web e pontos de wi-fi acessados.

ProXXIma
19 de julho de 2017 - 16h31

Por João Carvalho (*)

O mundo mobile possui peculiaridades em diversas frentes, principalmente na segmentação de audiência. Com uma grande variedade de conteúdo disponível, é cada vez mais difícil ganhar a atenção do público. Por isso, entender a realidade e o que o consumidor está procurando é o primeiro passo para tornar um anúncio relevante.

Uma maneira de se fazer isso é entender o comportamento dos usuários mobile. Hoje em dia, já é possível segmentar a audiência por meio de geolocalização, apps instalados nos telefones, histórico de navegação na web e pontos de wi-fi acessados.

Além disso, identificar os locais que o usuário frequenta ajuda a conhecer seu comportamento offline. Essas informações juntas podem ajudar as marcas entregarem uma experiência muito mais unificada e interessante ao público.

O mercado já conta com algumas DMPs Mobile que identificam os locais que os usuários frequentam, identificando o nome, tipo e perfil do local, como restaurantes, academias, shoppings etc. Estes dados ainda podem ser enriquecidos com mais informações, como ticket médio, se é pet friendly ou aceita determinada bandeira de cartão etc, as possibilidades são infinitas.

Junto com dados da geocoordenadas, ainda se adiciona informações sobre os apps que o usuário possui e quais ele efetivamente usa com frequência, além do histórico de navegação web e assuntos pelos quais ele se interessa e busca na rede, enriquecendo a audiência e tornando ainda mais assertivas.

Ou seja, ao saber os locais mais frequentados pela sua audiência o que ela gosta e pesquisa fica muito mais fácil atingir o público alvo na hora certa e ter uma publicidade mais precisa. Dessa maneira é muita fácil trazer potenciais clientes do online para o offline. Basta saber como construir a sua estratégia em cima desse dado.

(*) João Carvalho é sócio-fundador e CEO da Hands Mobile.

 

Compartilhe

Publicidade