Proxxima
Meio & Mensagem

Testar canais e entender pessoas é fundamental para otimizar vendas

Buscar

How To

Publicidade

Testar canais e entender pessoas é fundamental para otimizar vendas

 Considerações foram apresentadas em evento  da V4 Company que debateu as práticas e perspectivas do marketing digital em 2020

ProXXIma
10 de fevereiro de 2020 - 7h23

Independentemente do setor de atuação ou do tipo de serviço que oferece, toda empresa precisa vender. Na contramão desta afirmativa, no entanto, agências de publicidade e empresas de comunicação estão sendo fechadas em doses torrenciais, ao passo que muitas pessoas perderam a confiança neste tipo de negócio. No mundo em que o marketing é cada vez mais fundamental para que as companhias sejam relevantes e prosperem financeiramente, como resolver este embate?

Essa foi apenas uma das perguntas respondidas para as mais de 200 pessoas que participaram da Assembleia Estratégica promovida pela V4 Company, assessoria de marketing que aprimora e potencializa o processo de vendas pela internet. Realizado nos dias 31 de janeiro e 01 de fevereiro, em São Paulo, o evento reuniu importantes especialistas que analisaram as práticas e as perspectivas de marketing e gestão em 2020.

Entre os palestrantes estavam Tallis Gomes, CEO e fundador da Singu; Alfredo Soares, sócio-fundador do Gestão 4.0 e VP Institucional da Vtex; Bruno Nardon, sócio-fundador do Gestão 4.0 e Rappi Brasil (Ex-CEO); Bruno de Oliveira, CEO e Founder Ecommerce na Prática; Thiago Concer, educador e palestrante de vendas; Núbia Mota, Diretora de Business Development da Magento, e Sandro Magaldi, Co-fundador do meuSucesso.com.

Dividido pelos temas Tráfego, Engajamento, Conversão, Retenção e Gestão de pessoas, o evento deu aos especialistas espaço para apresentarem percepções e orientações práticas e aprofundadas que os profissionais de marketing devem seguir para se manterem atualizados e relevantes nesta nova era. No meio de tantos conceitos e reflexões, separamos os principais insights do evento, abordando a realidade nua e crua do marketing. Confira abaixo:

 

– Teste o máximo de canais

A falta de demanda é um dos motivos mais apontados por empreendedores para um negócio dar errado. Ao falar de tráfego, João Vitor, COO do Gestão 4.0, defendeu que os profissionais do marketing testem todos os canais possíveis, indo além dos tradicionais Facebook e Instagram. Ele apontou ser ideal que a empresa possua verba dedicada a fazer este tipo de experimentação, tendo noção de que o dinheiro não necessariamente vai voltar.

No entanto, João foi categórico ao afirmar que escalar tráfego não é solução para vender mais. “Antes de aumentar tráfego, é preciso entender para quem está comunicando”, esclarece. A assertiva foi endossada por Dener Lippert, CEO da V4 Company. “Canais são como investimentos financeiros. Precisam ser diversificados”, comparou. “É essencial, porém, entender qual é o momento do negócio. O que funciona para você pode não funcionar para outras empresas”, advertiu.

 

– Faça bem o básico

“A tecnologia é importante e vai mudar o mercado, mas o empreendedor precisa fazer o básico”, disse Bruno de Oliveira, CEO e Fundador do E-commerce na Prática. A orientação foi repetida por outros palestrantes, alertando para a necessidade de se realizar com primor as obrigações do mercado. Como afirmou Bruno, “a loja física que não estiver presente no digital, será engolida”.

Bruno Nardon, Co-fundador do Gestão 4.0, reforçou a diretriz lembrando da necessidade de coletar e guardar os dados dos clientes. “Você só pode otimizar aquilo que mede e só consegue crescer se mantém o consumidor ativo, pois é mais fácil retê-lo do que trazer um cliente novo”, comenta. “Quando você consegue medir retenção, consegue prever os rendimentos do negócio”, assegurou.

 

– Pessoas vendem para pessoas

No cenário atual, a tecnologia se destaca na vanguarda de grande parte das estratégias de marketing, seja na automação de processos ou na realização de campanhas automáticas. Contudo, a questão humana ainda é indispensável no momento da venda, como avisou Núbia Mota, Diretora de Business Development da Magento, ao falar sobre engajamento. “O mundo é digital, mas não podemos esquecer que vendemos para pessoas”, disse.

O ponto defendido por ela foi fortalecido por Thiago Concer, palestrante e especialista em vendas. “Se não entendemos de gente, não entendemos de negócios”, afirmou. “As duas coisas que mais agregam para os clientes são experiência e conveniência”, pontuou. Alfredo Soares, VP Institucional da VTEX, continuou na mesma linha: “não importa o que você vende, mas para quem você vende”. Soares assegurou que atenção é o item mais valioso desta geração e, por isso, estratégias eficazes, que se prendam práticas ultrapassadas, são tão importantes.

– Um time bem administrado faz a diferença

Um ponto recorrente durante todo o evento foi a importância de gerenciar as pessoas do time. A prática é significativa para qualquer tipo de empresa, mas para o setor de vendas, conforme apontaram os palestrantes, é ainda mais fundamental. “O poder de barganha, hoje, é maior nas mãos de quem compra do que de quem vende. O cliente é mais informado e tem muito mais autoridade”, esclareceu Sandro Magaldi, Co-fundador do meuSucesso.com e especialista em vendas. Para seguir neste caminho e alcançar o potencial do grupo, Tallis Gomes, CEO e fundador da Singu, afirmou que compromisso é indispensável. “Consistência e propósito são as chaves para um negócio dar certo”, finalizou.

Compartilhe

  • Temas

  • vendas

  • Canais

  • GESTÃO DE VENDAS

Publicidade