Proxxima
Meio & Mensagem

5 tendências para o Instagram em 2020

Buscar

How To

Publicidade

5 tendências para o Instagram em 2020

Ao longo dos últimos dois anos, a rede social lançou diversas funcionalidades voltadas para a compra de produtos com o intuito de facilitar tanto a vida dos usuários como dos influenciadores e marcas.

ProXXIma
14 de fevereiro de 2020 - 7h20

 

Por Marina dos Anjos (*)

O primeiro passo para começar a entender quais serão as melhores práticas e estratégias para alcançar bons resultados com o perfil de sua marca no Instagram em 2020 é avaliar o que aconteceu ao longo do ano anterior. Apesar de as redes sociais serem muito dinâmicas, há uma lógica por trás de cada post ou stories que guiam a sua performance.

 

O grande acontecimento do Instagram em 2019 foi o fim dos likes, e muitas consequências com relação a isso ainda estão em curso. Os likes serem escondidos do público é um movimento para tornar as redes mais acolhedoras e um aceno em relação à saúde mental dos usuários, um tema que vem ganhando cada vez mais atenção na internet e na mídia como um todo.

 

Outra tendência de 2019 que encaixa nessa nova forma de encarar as redes sociais é o sucesso do TikTok. O app chinês foi um dos grandes destaques do ano, e uma das razões por trás disso é a busca por conteúdos originais, que sejam mais reais e sem filtros.

 

Para encerrar essa rápida retrospectiva, outra coisa que marcou o ano passado foi a privacidade. Depois de muitos escândalos sobre vazamento de dados em 2018, os usuários (e o governo dos EUA) mostraram seu descontentamento com a vulnerabilidade das informações pessoais contidas nas redes sociais. Mark Zuckerberg afirmou no F8 que o futuro é privado, mas as pessoas e as plataformas ainda estão tentando entender o que isso significa em termos práticos.

 

Depois de tudo isso, o que vem por aí quando falamos de Instagram? Confira 5 tendências que devem ser sucesso em 2020 para aplicar na sua marca da melhor forma possível:

 

Mais facilidade para vender no Instagram

O Instagram pode ter começado como uma rede social de fotos, mas mudou bastante ao longo do tempo e, hoje, vai muito além dos likes. Ao longo dos últimos dois anos, a rede social lançou diversas funcionalidades voltadas para a compra de produtos com o intuito de facilitar tanto a vida dos usuários como dos influenciadores e marcas. Estou falando das tags de preço, o Instagram Checkout e também da tag de lançamento de produtos. Todos esses recursos fazem parte da estratégia da rede social de manter os usuários dentro da plataforma, mesmo para fazer compras.

 

A previsão é que o objetivo de realizar conversões dentro do app não só se mantenha em 2020, mas se fortaleça. O Instagram está testando o Brands Collabs Manager com alguns influencers selecionados, funcionalidade que até então estava disponível só para o Facebook. É uma plataforma para que os influenciadores consigam organizar melhor suas parcerias com marcas. No comunicado oficial, a empresa indicou que os criadores do Instagram são uma parte vital da comunidade, e que em 2020 a plataforma vai investir em mais recursos para ajudá-los a construirem seus negócios no Instagram.

 

Legendas mais compridas

Ai vai uma boa notícia para quem gosta de textos compridos: ano passado foi a vez das legendas longas ganharem destaque no feed, e a previsão é de que continue assim: a estimativa é de que, em 2020, a média seja em torno de 405 caracteres (o que dá algo entre 65 e 70 palavras).

 

Essa tendência também faz parte do movimento por conteúdos mais autênticos. Com legendas mais longas, tanto os influenciadores e usuários como as marcas têm mais espaço para mostrarem o que estão pensando, e a internet nunca quis tanto discursos com posicionamentos políticos como agora.

 

Além disso, legendas maiores tem um tom de conversa e criam a sensação de comunidade tão valorizada pelo Instagram atualmente, sem falar que é uma oportunidade para as marcas mostrarem mais sobre aquilo que acreditam.

 

Mais visibilidade para as séries de IGTV

Lançado em junho de 2018, o IGTV começou meio fraquinho. Não foi o sucesso dos Stories, mas os criadores do Instagram não se abalaram. Depois de algumas mudanças no algoritmo, a coisa decolou e 2019 foi um ano de bastante crescimento para a funcionalidade. Tanto que a plataforma é uma das tendências para esse ano. Mas atenção: estamos falando de vídeos pensados para o IGTV. Não adianta só publicar vídeos na horizontal, porque o propósito não é esse.

 

A dica é pensar em algum conteúdo que possa ser contínuo, para que sua marca possa fazer uma série. A Faber Castell, por exemplo, desenvolveu o Criatividade ativar! Cada episódio traz uma dupla – um adulto e uma criança – para falar (e desenhar, obviamente) sobre algum assunto mais lúdico.

 

A nova era de influencers

Depois dos influencers, os grandes famosos do Instagram com milhões de seguidores, vieram os micro influenciadores, perfis que têm entre 10 e 100k seguidores. Seu sucesso no último ano veio do fato de que, por serem contas menores, suas recomendações pareciam mais reais do que a dos grandes famosos.

 

Agora, a tendência são os nano influencers. Basicamente, eles são perfis com até 20k de seguidores. Suas contas parecem mais a de pessoas comuns do que influenciadores cujo conteúdo gira em torno disso durante todo o tempo.

 

As previsões indicam que as marcas irão aproveitar esses perfis para criar novas parcerias, ainda mais se o Brands Collabs Manager for liberado para todos os criadores.

 

 

A influência do TikTok

Apesar de o artigo ser sobre o Instagram, não há como falar das tendências de 2020 sem falar do TikTok. O app chinês foi o 3º mais baixado no ano passado e já possui 500 milhões de usuários ativos, o mesmo número dos Stories.

 

É verdade que o TikTok ainda não é tão poderoso quanto o Instagram, mas ele tem sido o assunto (e a plataforma) de muitos adolescentes, jovens e, cada vez mais, adultos. Cada vez mais gente tem recorrido ao app, atraídos pelo bafafá que ele tem gerado, mas também pelas possibilidades de edição de imagem.

 

Não estamos falando de filtros de foto, mas a facilidade de edição das imagens. Por lá, o que bomba são vídeos simples, com cortes secos e às vezes alguns efeitos do próprio app. O conteúdo é autêntico e “sem filtros”, seguindo a tendência de 2019 de valorização de postagens mais reais.

 

Além da busca por conteúdos mais espontâneos, os vídeos criados no TikTok podem ser mais engraçados do que uma simples foto. Muitos influencers já estão adotando o app e postando alguns conteúdos no Instagram, como o humorista Whindersson Nunes.

(*) Marina dos Anjos, Gerente de Marketing da Scup

Compartilhe

  • Temas

  • Instagram

  • Redes Sociais

Publicidade