Proxxima
Meio & Mensagem

Com COVID-19, e-commerce cresce 81% em abril e fatura R$ 9,4 bilhões

Buscar

How To

Publicidade

Com COVID-19, e-commerce cresce 81% em abril e fatura R$ 9,4 bilhões

Ao todo, foram realizadas 24,5 milhões de compras no último mês, aumento de 98% em relação ao mesmo período do ano passado

ProXXIma
8 de maio de 2020 - 14h30

 

O isolamento social trouxe impactos significativos para o varejo e, para não perder lucro, muitas companhias aceleraram a transformação digital para passarem a vender pela internet. Quem olhou com carinho para o e-commerce colhe os frutos do investimento: de acordo com o Compre&Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce, o varejo digital brasileiro faturou R$ 9,4 bilhões em abril, aumento de 81% em relação ao mesmo período do ano passado.

Ainda de acordo com a companhia, a alta reflete principalmente o aumento no número de pedidos realizados durante o mês. Ao todo, foram 24,5 milhões de compras online, aumento de 98% em relação a abril de 2019.

As categorias que tiveram o maior crescimento em volume de compras foram: Alimentos e Bebidas (aumento de 294,8% em relação a abril de 2019), Instrumentos Musicais (+252,4%), Brinquedos (+241,6%), Eletrônicos (+169,5%) e Cama, Mesa e Banho (+165,9%).

Mesmo com o aumento, o tíquete médio analisado apresentou queda na comparação com o mesmo mês do ano anterior. “O mercado de varejo online está em fase de profunda mudança. O cenário de COVID-19 acelerou as vendas de categorias que até então eram pouco exploradas como, por exemplo, saúde, alimentos e bebidas e petshop, o que colabora para o crescimento do ecommece brasileiro.”, afirma André Dias, diretor executivo do Compre&Confie.

Dia das mães deve colaborar para alta, gerando aumento de mais de 100% no faturamento do e-commerce

Se o e-commerce já cresce em ritmo acelerado sem datas comerciais, em maio o Dia das Mães deve fornecer uma ajuda “extra” ao varejo digital. De acordo com o Compre&Confie, as compras on-line devem atingir faturamento de R$ 5,9 bilhões, aumento de 123% em relação ao mesmo período do ano passado.

“A projeção para o dia das Mães realmente é algo surpreendente, que não vejo desde os primórdios do e-commerce, com percentual de crescimento acima de 3 dígitos”, afirma Dias.

A estimativa da companhia considera o período de 25 de abril a 9 de maio e projeta que, nesse intervalo, sejam realizadas 15,5 milhões de compras online – número 139% maior do que o registrado no mesmo intervalo de 2019.

Apesar de comprarem em maior quantidade, brasileiros devem gastar menos em cada transação. A companhia vê queda de 7% no tíquete médio das compras, totalizando R$ 380,23.

Sobre o Compre&Confie:

O Compre & Confie faz parte da E- Confy, empresa que pertence a CLSS Participações, holding multinacional controladora de empresas como: ClearSale, Lomadee e Send4.

Referência em inteligência de mercado, a companhia monitora vendas reais de mais de 85% do varejo digital brasileiro e tem o objetivo de gerar a maior rede de confiança online do Brasil por meio de produtos para varejistas (B2B) e consumidores (B2C).

Para os consumidores, a companhia oferece um serviço 100% gratuito por meio do aplicativo Compre & Confie. Com ele, é possível monitorar o uso do CPF nas compras realizadas no mercado online e notificar compras indevidas. Também é possível ter acesso a pesquisas de satisfação para avaliar a experiência de compra em lojas online e, a partir das respostas, receber cupons e concorrer a prêmios semanais.

Com foco no varejo, indústria e mídia, o Compre & Confie oferece uma metodologia de captura de dados de vendas online em tempo real para que seja possível acompanhar as vendas no comércio eletrônico de maneira muito precisa. Além disso, os varejistas online são beneficiados com um selo de reputação, obtido pela avaliação dos consumidores online.

Compartilhe

  • Temas

  • covid-19

  • e-commerces

Publicidade