Proxxima
Meio & Mensagem

Omnichannel é a estratégia chave para sucesso do e-commerce atual

Buscar

How To

Publicidade

Omnichannel é a estratégia chave para sucesso do e-commerce atual

Nem todas as empresas e comércios estavam preparados para essa mudança para o digital. Porém, seguindo alguns passos e se atentando a todos os pontos da operação é possível ter sucesso nas vendas online agora e se preparar para um futuro próximo.

ProXXIma
22 de maio de 2020 - 7h55

Por Thiago Santos (*)

Nos últimos dois meses, o passado foi colocado em cheque e o futuro foi antecipado. A telemedicina, por exemplo, era algo em estudo para ser colocado em prática nos próximos cinco anos, mas em meio a pandemia se tornou uma das principais soluções  na área da saúde. No mundo do varejo, o omnichannel comprovou sua eficiência para as marcas se destacarem.

Já há alguns anos, os principais eventos do varejo  abordam e estimulam o uso de soluções  omnichannel, afinal a integração de canais de vendas e relacionamento com os cliente são comprovadamente estratégias eficazes para fidelização. Antes o mercado enxergava o omnichannel como essencial para a percepção das pessoas sobre determinada marca, o que incluia esforços imensos em tecnologia e marketing para que, independente do canal, a estratégia influenciasse a decisão de compra. Mas, no cenário atual, a solução se tornou a  única opção para as marcas se destacarem. E, ao que tudo indica, será perpetuada e adotada numa velocidade inimaginável pelas marcas e pelos consumidores.

Em muitos segmentos, o e-commerce teve um avanço exponencial entre março e maio de 2020. Marcas do setor de luxo atingiram um crescimento de até 1.200%  em seus e-commerces e, parte desse aumento, deve-se a atuação de todo o time de vendas canalizando seus esforços para canais não presenciais, como o próprio site, televendas, whatsapp e redes sociais. Na minha visão, esse era o elo que faltava para uma adoção do omnichannel em sua plenitude por muitas companhias.

Para você ter uma ideia, a própria força de vendas de muitas empresas onde a cultura digital ainda não era sólida, enxergava os canais digitais como concorrência – esse é um dos casos de clientes que atendemos aqui na e-thinkers.  Essa ideia foi totalmente abolida logo nos primeiros dias da pandemia. O mercado digital se aprimorou nas primeiras semanas deste nosso novo cenário e hoje está cada dia mais maduro.

Nem todas as empresas e comércios estavam preparados para essa mudança para o digital. Porém, seguindo alguns passos e se atentando a todos os pontos da operação é possível ter sucesso nas vendas online agora e se preparar para um futuro próximo, onde a tendência é cada vez ser mais conectado. Por isso, descrevo abaixo algumas ações essenciais para uma estratégia de omnichannel eficaz:

 

1.Logística: Para o canal digital ser ter uma opção tão boa quanto a compra presencial é necessário que ele atenda o imediatismo do consumidor que sai instantaneamente com o produto da loja. Investir em uma operação que possa ter prazos de entrega reduzidos e ser transparente com o cliente são ações chave neste momento;

 

2.Suporte: Distribuir o relacionamento com os consumidores online com a força de vendas presencial multiplica a capacidade de atendimento, gera retorno e engajamento desse time. Além, de ser uma forma de atribuir às comissões praticadas nas vendas presenciais de maneira online para os vendedores das lojas físicas;

 

3. CRM: A força de vendas presencial precisa manter ativa a busca e a manutenção de consumidores que foi incorporada nesse período. Não podemos mais esperar os clientes irem até a loja por motivação própria ou campanhas da empresa. A comunicação e troca com os clientes deve ser algo constante;

 

4. Tecnologia: Autonomia e transparência, essas duas coisas precisam mais do que nunca orientar o desenvolvimento de sistemas para que os vendedores tenham agilidade e controle dos dados para continuar atuando nas vendas online;

 

A junção dos pontos acima é essencial para que as marcas possam oferecer aos clientes uma experiência única e diferenciada que se destaque neste momento de pandemia. O omnichannel integrando as vendas e o atendimento entre as lojas físicas (ou os vendedores que atuavam nelas), o e-commerce e os consumidores farão a diferença na venda final.

(*) Thiago Santos é fundador e CEO da e-thinkers

Compartilhe

  • Temas

  • eThinkers

  • e-commerce

  • varejo

  • omnichannel

  • DIGITAL COMMERCE

Publicidade