Meio & Mensagem

Ollo chega para unir empresas a uma comunidade global de talentos da Nova Economia

Buscar
Publicidade

How To

Ollo chega para unir empresas a uma comunidade global de talentos da Nova Economia

Com o posicionamento de business to talent e tíquete médio de R$ 8,6 mil, nova plataforma conecta os clientes aos melhores profissionais a partir de uma consultoria de briefing e uma curadoria criteriosa, ágil e sem complicação

ProXXIma
27 de julho de 2020 - 8h00

Uma plataforma para conectar empresas a uma diversa e cuidadosamente selecionada comunidade global de talentos independentes. Assim pode ser definida a Ollo, empresa recém-criada por Karina Rehavia, Diretora de Operações Internacionais da agência ℓiⱴε, e Lucas Mello, fundador e CEO da ℓiⱴε. A startup é incubada e investida pela agência, seus sócios e seus principais executivos. 

 

Com o posicionamento de business to talent, a Ollo faz a conexão entre os clientes e os melhores talentos. Para auxiliar as empresas nesse processo, ela faz uma consultoria de briefing que ajuda na definição do melhor perfil de equipe ou profissional a ser selecionado.  Como uma concierge, a plataforma atua como uma facilitadora da relação entre as partes. A Ollo acaba com o atrito geralmente associado à contratação de talentos independentes e diminui o tempo de contato, elimina burocracias e garante um processo de pagamento fácil e prático. O tíquete médio na plataforma é de R$ 8,6 mil.

 

Na Ollo, é possível encontrar profissionais das áreas de estratégia, direção criativa e de arte, branding, mídia e performance, business intelligence, tecnologia, produção de conteúdo, inbound marketing, entre outras atividades ligadas à Nova Economia. A plataforma começou a funcionar em abril de 2020 e pode ser acessada pelo endereço https://ollo.is/.

 

“A ideia surgiu durante o processo de expansão internacional da ℓiⱴε, a partir de 2018. Vimos, por exemplo, que em Nova York a relação entre empresas e criativos independentes está num estágio mais maduro”, afirma Karina, cofundadora e CEO da Ollo.  “Com a plataforma, queremos facilitar e expandir esse modelo de parceria também no Brasil, criando um ambiente propício para que esse contato flua melhor.” 

 

A proposta da startup foi construída para responder de forma efetiva às novas exigências do mundo do trabalho. Diferentemente dos canais horizontais existentes no mercado, como as redes sociais de recrutamento, na Ollo o processo de escolha e contratação de profissionais é muito mais ágil e descomplicado, além de oferecer a possibilidade de uma nova seleção caso o profissional sugerido não atenda às expectativas do cliente.

  

World-class creative talent

 

Para o cofundador Lucas Mello, um dos diferenciais da nova empresa é ser uma plataforma de conexões com foco na qualidade dos profissionais. “A Ollo não é uma plataforma de autosserviço, em que basta se inscrever para participar e o cliente tem de procurar sozinho os seus colaboradores”, diz.

 

É por isso que, além da consultoria de briefing, outro benefício oferecido pela Ollo é uma curadoria criteriosa dos profissionais que fazem parte da comunidade, num processo que passa por três etapas: análise e aprovação de portfólio, entrevista e a resposta a um briefing. O trabalho resultante é doado para entidades sem fins lucrativos parceiras da Ollo.

 

Benefícios para as empresas

 

Outro atrativo para os clientes é o acesso a profissionais que podem estar em qualquer lugar do mundo. Isso vale tanto para empresas do exterior que podem contratar profissionais no Brasil a um custo-benefício vantajoso, em função do câmbio, como para clientes nacionais que buscam acesso facilitado a talentos internacionais.

 

Para destravar essa rede criativa sem fronteiras, a Ollo se encarrega de todos os trâmites contratuais e de habilitação de pagamentos entre clientes e contratados de diferentes países. “Somos uma plataforma global”, diz Mello.

  

Como funciona

 

Os serviços estão disponíveis para empresas de qualquer setor ou tamanho. Mas, levando-se em consideração as características do mercado, a plataforma pode ser especialmente útil para startups, empresas que já possuem uma house ou querem começar a contratar profissionais independentes.

 

Para as companhias de grande porte, a Ollo também pode ser uma aliada para na seleção de equipes para projetos específicos, atendendo a demandas customizadas. A plataforma oferece dois planos: o Basic, sem cobrança mensal, com remuneração por matches e curadoria em até 72 horas; e o Enterprise, com fee mensal, comissionamento por matches e curadoria em até 48 horas. A Ollo oferece um período de teste para os clientes. E, caso a empresa não se sinta satisfeita com o seu match, a plataforma oferece outros profissionais.

 

Propósito

 

Com a intenção de proporcionar mais acesso e oportunidades para pessoas de diferentes contextos sociais e culturais, a Ollo vai doar 5% do seu lucro para iniciativas que promovam programas de mentorias e inclusão profissional. “Se desenvolvermos uma comunidade que incentive a criatividade, a curiosidade e a arte, as possibilidades são infinitas”, diz Karina. “Juntos, podemos construir narrativas globais, com potencial para resolver alguns dos maiores e mais urgentes problemas dos nossos tempos”. 

 

Publicidade

Compartilhe

Veja também