Proxxima
Meio & Mensagem

E-commerce fatura R$14,1 Bi no Natal e evita R$ 292,5 em fraudes.

Buscar

Notícias

Publicidade

E-commerce fatura R$14,1 Bi no Natal e evita R$ 292,5 em fraudes.

Segundo o Compre&Confie, valor representa aumento de 29,9% em relação ao mesmo período de 2018. As fraudes evitadas cresceram 91% no período, conforme levantamento da ClearSale

ProXXIma
6 de janeiro de 2020 - 7h43

O espírito natalino invadiu não só as casas dos brasileiros, mas também o e-commerce nacional. De acordo com levantamento do Compre&Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce, o varejo digital brasileiro faturou R$14,1 bilhões entre 15 de novembro e 24 de dezembro, cifra que representa uma variação positiva de 29,9% no comparativo com o ano passado.

Junto com o aumento das vendas, crescem também as tentativas de fraudes. Segundo levantamento da ClearSale, empresa especialista em antifraude em diversos segmentos, o prejuízo evitado com compras fraudulentas aumento 91% em relação a 2018, chegando a R$ 292,5 milhões. As categorias preferidas pelos fraudadores são: Celulares, Games e Bebidas.

Além do faturamento, o número de pedidos também cresceu em 2019: foram realizadas mais de 31 milhões de compras no período e a alta no volume foi de 29,9% comparando com 2018. O valor do tíquete médio não sofreu variação e permaneceu em R$454,09.

Analisando as categorias de produtos que mais faturaram, ‘Telefonia e Eletrodomésticos’ e ‘Ventilação’ lideram com 14,8% e 14% respectivamente. Em seguida, ‘Entretenimento’, com 10,3%, e ‘Moda e Acessórios’, com 7,4%, foram as que mais faturaram. Por fim, ‘Informática e Câmeras’ completam o total com 6,8% do faturamento.

Nas categorias mais compradas, ‘Moda e Acessórios’ lideram o volume de pedidos: 15,2% do total. Em seguida, ‘Entretenimento e Beleza’ seguido de ‘Perfumaria e Saúde’ aparecem com 10,9% e 10,1% das compras. Completando o Top 5 aparecem ‘Artigos Para Casa’ e ‘Telefonia’ que somam 6,7% e 5,7% respectivamente.

“O ano de 2019 foi de forte crescimento para o comércio eletrônico e as vendas do Natal seguiram a mesma tendência e apresentaram resultados bem expressivos, puxados por boa experiência de compra, mix de produtos variados e integração com operações do varejo físico”, afirma André Dias, diretor executivo do Compre&Confie.

Perfil

Segmentando por gênero, as mulheres lideraram as compras de Natal no e-commerce com 53,4% dos pedidos. Completando o total, 46,6% das compras foram realizadas pelos homens.

Já no comparativo de faixa etária, pessoas entre 36 e 50 foram os principais consumidores online neste natal com 34,6% dos pedidos. Logo atrás, consumidores entre 26 e 35 anos somam 33,3% das compras. Jovens até 25 anos e compradores acima de 51 anos completam a totalidade com 18% e 14,1%. A idade média do consumidor no natal foi de 37 anos.

Região

O Sudeste foi a região líder em compras com 66,7% do total de pedidos. Sul e Nordeste aparecem em seguida com 13,7% e 12,1% do share, respectivamente. Por fim, Centro-Oeste com 5,5% e Norte com 2% completam a totalidade.

Fraudes

O aumento no valor das fraudes evitadas está relacionado ao aumento de compras pela internet e a uma melhora nos mecanismos de detecção de comportamentos suspeitos. “Atualizamos e ajustamos constantemente nossos modelos de análises antifraude, tanto com a utilização de novas tecnologias, como o uso de novos elementos de inteligência de estatística. Isso possibilita aprimorarmos o perfil de comportamento de compras dos clientes e a identificarmos vulnerabilidades nos processos de compras”, explica Omar Jarouche, diretor de Soluções da ClearSale.

Entre 15 de novembro e 24 de dezembro R$ 292,5 milhões em fraudes evitadas, contra R$ 153,1 milhões em 2018. O trabalho desenvolvido pela ClearSale garante um ambiente de compras mais seguro na internet, protegendo lojistas e compradores dos fraudadores.

Compartilhe

  • Temas

  • ecommerce

  • FRAUDES

  • vendas natal

Publicidade