Meio & Mensagem

O papel da interação na digitalização acelerada

Buscar
Publicidade

Notícias

O papel da interação na digitalização acelerada

Fiamma Zarife, diretora-geral do Twitter Brasil, fala sobre os novos hábitos de consumo de conteúdo no digital

Luiz Gustavo Pacete
6 de novembro de 2020 - 8h00

Fiamma Zarife, diretora-geral do Twitter Brasil (Crédito: Divulgação)

Mudanças de hábitos. Essa expressão define um dos impactos da pandemia de Covid-19 seja na vida das pessoas, no consumo de conteúdo digital ou na maneira de se fazer negócios. A partir de mudanças significativas, fruto de uma digitalização acelerada, as redes sociais e, por sua vez, a dinâmica de conteúdo e engajamento mudaram, neste contexto, de acordo com Fiamma Zarife, diretora-geral do Twitter no Brasil, é importante considerar que muitos dos hábitos que se formaram nesta pandemia devem permanecer. Em entrevista ao ProXXIma, ela reforça outros aspectos dessas mudanças.

Tendências de marketing digital
Não podemos falar de próximos anos sem levar em conta algumas mudanças que o isolamento social trouxe para a sociedade. Em pouco tempo, a pandemia alterou a maneira como as pessoas se relacionam e consomem, e os consumidores passaram a adotar hábitos cada vez mais digitais. Já vemos que as pessoas naturalmente estão usando mais os canais digitais para consumir desde cursos até entrega de comida ou compras de supermercado, passando por serviços bancários e mesmo de entretenimento. Muitos desses hábitos devem permanecer uma vez que as pessoas descobriram a praticidade e a agilidade que está embutida nessa prática, como economia de tempo. Algumas tendências de negócio, como entrega e pagamento sem contato e alimentação em casa também vieram para ficar.

“Em pouco tempo, a pandemia alterou a maneira como as pessoas se relacionam e consomem, e os consumidores passaram a adotar hábitos cada vez mais digitais”

Digitalização acelerada dos negócios
Também acredito que estamos caminhando para uma grande digitalização dos negócios. Uma recente pesquisa feita com as pessoas que usam o Twitter no Brasil mostrou que cerca de 50% continuarão a fazer mais compras online mesmo depois da quarentena, enquanto 42% afirmam que permanecerão utilizando mais os aplicativos de delivery de comida depois que a pandemia passar. O volume de Tweets no Brasil sobre delivery cresceu 55,7% durante o isolamento, se comparado com o período anterior à pandemia, enquanto que as de comida tiveram alta de 25,44% e, as de bebida, 21,67%. Isso traz uma oportunidade para que as marcas se conectem com a sua audiência, entrando nas conversas e atingindo objetivos não apenas de branding e awareness, mas também de performance – com claros convites a ações reais, como baixar aplicativos, visitar sites e fazer compras e pedidos online -, uma tendência que veio para ficar.

“Uma recente pesquisa feita com as pessoas que usam o Twitter no Brasil mostrou que cerca de 50% continuarão a fazer mais compras online mesmo depois da quarentena”

Inovação em formatos
Neste contexto, o Twitter tem trabalhado para encontrar novas formas de facilitar o acesso das pessoas a conteúdos de seu interesse e oferecer a elas diferentes maneiras de iniciar ou participar de conversas na plataforma. Os recursos e funcionalidades que temos lançado são desenvolvidos para atender a esses objetivos – além, é claro, de manter as pessoas seguras e confortáveis em se expressar na plataforma. Vale lembrar que o Twitter é uma plataforma em que as pessoas buscam acompanhar e comentar, além de seus círculos sociais, o que está acontecendo em torno de assuntos de seu interesse. Isso faz com que elas sejam mais abertas e receptivas a interagir com conteúdos de marcas, desde que estejam alinhados ao que importa para elas. Por isso, ao melhorar a experiência das pessoas em nosso serviço, também permitimos que as marcas tenham novas formas e possibilidades de estabelecer uma conexão genuína com as pessoas em tempo real, em torno de assuntos de seu interesse, com conteúdos e conversas relevantes.

Publicidade

Compartilhe

Veja também