Proxxima
Meio & Mensagem

A tecnologia permite escalar o serviço de cashback

Buscar

Notícias

Publicidade

A tecnologia permite escalar o serviço de cashback

Ferramentas e soluções auxiliam a trabalhar a segmentação das ações de aquisição e growth, diz Daniela Fagundes, head de product marketing do Méliuz

Victória Navarro
9 de setembro de 2021 - 6h00

A coleta e a análise de dados de perfis e de hábitos de consumo permite o escalonamento de serviços financeiros e de cashback e, assim, a oferta de soluções sob medida aos parceiros e de produtos relevantes aos usuários. Esse ecossistema garante a otimização de esforços de aquisição e de retenção de base. Segundo Daniela Fagundes, head de product marketing do programa de fidelidade Méliuz, “a tecnologia é o que garante os insumos necessários para automatizar e otimizar os processos, a fim de garantir uma maior eficiência na comunicação com os usuários, que é realizada de maneira contextualizada — perfil, etapa do funil, interesse e outros — e a partir de gatilhos importantes para a conversão”. Soluções de martechs e adtechs, explica, auxiliam a empresa a trabalhar melhor segmentação e metrificação das ações de aquisição e growth; realizar testes em todas as etapas para melhoria dos resultados e definição de premissas de comunicação; e a fornecer ofertas de cashback personalizadas, de acordo com perfil de usuário e objetivo do parceiro. “Independentemente da plataforma, de CRM a redes sociais, buscamos sempre a orientação dos dados para garantir a eficiência de nossa comunicação, prezando pela contextualização e relevância da mensagem”, diz Daniela.

Em maio deste ano, o Méliuz anunciou a aquisição da fintech Acesso Bank pelo valor de R$ 324 milhões. A iniciativa, que contribui com o aumento do mercado endereçável da marca, permite com que os milhões de clientes do Méliuz tenham em mãos uma conta digital completa. “A compra da Acesso veio para nos consolidar no setor, pois passamos a ter tecnologia e o know-how de banking, para gerar ainda mais valor para os nossos clientes. Nosso objetivo é ter uma plataforma, cada vez mais, robusta, com oferta de uma variedade maior de serviços, para que nossos usuários possam se engajar cada vez mais com o Méliuz”, afirma a head de product marketing do Méliuz.

 

Daniela Fagundes, head de product marketing do Méliuz (crédito: divulgação)

Com exclusividade ao Meio & Mensagem, Daniela aponta o papel das ferramentas no marketing e na comunicação.

Meio & Mensagem – Como a tecnologia permite escalar um serviço de cashback e carteira digital?
Daniela Fagundes – No Méliuz, trabalhamos para entregar soluções adequadas às necessidades dos parceiros, seja do e-commerce ou de serviços financeiros, e que gerem valor real aos nossos usuários. Isso só é possível porque desenvolvemos uma tecnologia proprietária, que, a partir da coleta e análise de dados de perfis e hábitos de consumo, é capaz de oferecer inteligência de mercado aos parceiros e incentivar a realização de cross-selling de produtos e serviços, junto à nossa base de usuários. É exatamente esse ecossistema digital, criado a partir da transformação de dados em inteligência, que nos permite escalar os nossos serviços financeiros e de cashback, oferecendo soluções sob medida para os parceiros e ofertas e produtos relevantes para os usuários, garantindo assim a otimização dos nossos esforços de aquisição e retenção da nossa base. Os dados são os nossos maiores aliados. Todo o nosso trabalho e todas as nossas decisões são orientadas a partir de dados. Além da análise de dados de perfis e hábitos dos nossos usuários, criamos uma cultura de testes muito forte aqui no Méliuz. O Israel Salmen, nosso CEO e fundador, costuma dizer que um teste bem feito é melhor que mil opiniões e levamos isso muito a sério.

M&M – Qual é o papel das ferramentas de marketing atreladas à tecnologia, dentro da Méliuz?
Daniela – A tecnologia é o que garante os insumos necessários para automatizar e otimizar os processos, a fim de garantir uma maior eficiência na comunicação com os usuários, que é realizada de maneira contextualizada — perfil, etapa do funil, interesse e outros — e a partir de gatilhos importantes para a conversão. Também são essas tecnologia que nos permitem uma melhor segmentação e metrificação das ações de aquisição e growth; a realização de testes em todas as etapas para melhoria dos resultados e definição de premissas de comunicação; além da oferta de cashback personalizada, de acordo com perfil de usuário e objetivo do parceiro.

M&M – E, das ferramentas de comunicação atreladas à tecnologia?
Daniela – No Méliuz, marketing e comunicação andam de mãos dadas. Como disse, a partir dos dados que coletamos por meio da nossa tecnologia proprietária, é que definimos a estratégia de marketing e de comunicação a ser executada, sempre baseada em dados e nos vários testes que realizamos em todas as etapas do funil. Independentemente da plataforma, de CRM a redes sociais, buscamos sempre a orientação dos dados para garantir a eficiência de nossa comunicação, prezando pela contextualização e relevância da mensagem, de acordo com o perfil de quem será impactado.

M&M – Qual é o futuro do mercado financeiro? Em termos de inovação, tecnologia, escalonamento e etc.
Daniela – Acredito que o Open Banking vai trazer uma série de novas oportunidades. Mais do que isso, os serviços financeiros estão sendo digitalizados e se tornando mais acessíveis para novos públicos, o que aumenta o leque de possibilidades. Uma analogia que gostamos muito de usar é a de que vendemos picareta, na corrida do ouro. E, vemos que, hoje, existe uma corrida do ouro, no mercado de serviços financeiros. Mesmo as instituições mais tradicionais estão competindo, desde a oferta de serviços bancários até seguros e investimentos. Nesse sentido, a compra da Acesso veio para nos consolidar no setor, pois passamos a ter tecnologia e o know-how de banking, para gerar ainda mais valor para os nossos clientes. Nosso objetivo é ter uma plataforma, cada vez mais, robusta, com oferta de uma variedade maior de serviços, para que nossos usuários possam se engajar cada vez mais com o Méliuz.

*Crédito da foto no topo: Skitterphoto/Pexels

Compartilhe

Publicidade