Proxxima
Meio & Mensagem

A potência do digital na Black Friday da Via

Buscar

Notícias

Publicidade

A potência do digital na Black Friday da Via

Edson Tavares, CTO na empresa, afirma que os dados obtidos na data ajudam a companhia a planejar as ações ao longo de todo o ano 

Amanda Schnaider
25 de novembro de 2021 - 6h03

A intenção de compras durante a Black Friday deste ano, que acontece nesta sexta-feira, 26, deve crescer em relação ao ano passado. Segundo pesquisa da Conversion, a expectativa é que 87,75% dos brasileiros comprem na data, tanto no varejo online quanto no físico. O levantamento ainda mostrou que o digital será muito forte, visto que 72% dos entrevistados pretendem comprar no online, sendo 56,98% em sites/lojas virtuais e 14,81% em aplicativos de compras.

A expectativa da Via – detentora das marcas Casas Bahia, Ponto, Bartira e Extra – para a data está alta. “Nesta Black, estamos muito animados por sermos ainda mais digitais e porque o consumidor está online e omnicanal”, comenta Edson Tavares, CTO na Via. O executivo detalha qual é a potencialidade do digital para a data.

Edson Tavares, CTO na Via, está otimista para a data (crédito: divulgação)

Meio & Mensagem – Qual é o potencial do ambiente digital na Black Friday?
Edson Tavares – É muito alto. Estamos muito animados por sermos ainda mais digitais e porque o  consumidor está online e omnicanal. Prova disso é o resultado do último trimestre. As vendas digitais brutas somaram R$ 6,62 bilhões, crescimento de 34,7% em relação ao mesmo período do ano anterior, o que representa mais de 60% de participação do GMV [volume bruto de mercadorias]. Em julho de 2019, quando iniciamos ajornada de transformação digital, essa participação era de 19%. Além disso, esta Black será a primeira em que teremos o marketplace com 108 mil sellers e sortimento de 34 milhões de itens, incluindo produtos internacionais.

M&M – Quais são as tecnologias que estão por trás da operação da data?
Tavares – Destaco alguns pontos importantes, como grandes avanços no atendimento das lojas, inclusive com novas lojas no Brasil. Recentemente, inauguramos a megaloja Casas Bahia Marginal Tietê com 18 mil metros quadrados e muita tecnologia, com os mais diferentes produtos. Também destaco a melhora do fluxo de retirada de loja, com o serviço Retira Rápido, pelo qual o cliente pode comprar no site ou no aplicativo e retirar em até duas horas na loja mais próxima. E temos grandes avanços com uso de tecnologia, melhorando o atendimento do cliente. Outro ponto importante para o funcionamento da data é o foco no marketplace e de todo o ecossistema, melhorando o fluxo com sellers e aumentando a variedade de produtos para os clientes. Por fim, destaco o cliente como foco para melhoria dos aplicativos e todos os canais, com tecnologia para toda a jornada.

M&M – Qual é a importância dos dados gerados na data para os outros meses do ano
Tavares – Fazemos vários reports, com diversos posts que norteiam trabalhos de dez meses de preparação. Temos equipes dedicadas, trabalhando nas informações como, por exemplo, problemas encontrados, oportunidades de experiência do cliente, dados dos atendimentos realizados, tempo de entrega, quantidade de acessos, número de pedidos, valores totais de vendas, categorias e departamentos mais vendidos. Todos os dados são utilizados dentro da tecnologia para buscar a melhor experiência dos clientes e atendimento mais rápido e fluído. Informações de pós-Black dos centros de distribuição são utilizadas para preparação e organização dos estoques, sempre buscando melhor atendimento aos clientes. Na Black, tudo é superdimensionado. Isso para o time de dados é muito estimulante. Além de conseguirmos tornar mais evidentes alguns comportamentos, começamos a descobrir outros comportamentos e variáveis importantes que nos ajudam a entender a jornada dos clientes. Com os dados de Black, entendemos mais os perfis de clientes. A data nos ajuda a ter muito mais dados, inclusive para o planejamento das ações ao longo de todo o ano.

M&M – De que forma as martechs e adtechs podem auxiliar a comunicação para a data?Tavares – O uso de ferramentas específicas pode ajudar na segmentação de um anúncio, personalizando a mensagem para cada cliente de acordo com sua propensão de compra, região e outros comportamentos.

M&M – Quais dicas de estratégia daria para um profissional de marketing digital nesta data?
Tavares – Ficar atento às tendências de pesquisa por produtos na data porque, muitas vezes, é gerada demanda inesperada durante o evento e o profissional de marketing precisa estar atento a isso e readaptar a sua estratégia junto ao departamento comercial. Acompanhar o resultado hora a hora é bastante importante durante a Black Friday, já que a venda do mês de novembro é concentrada nessa data. Portanto, é mais do que necessário acompanhar os principais KPIs como visitantes, taxa de conversão, ticket médio. E monitorar a concorrência, entendendo a estratégia promocional e respondendo com novas ações sempre que necessário.

**Crédito da imagem no topo: Greens87/Shutterstock

Compartilhe

Publicidade