Meio & Mensagem

Edson Tavares, da Via: A prototipagem como aliada do e-commerce

Buscar
Publicidade

Notícias

Edson Tavares, da Via: A prototipagem como aliada do e-commerce

O CTO destaca que a área de tecnologia está, cada vez mais, envolvida em todas as etapas de planejamento, de evolução e de definição de crescimento das empresas

Victória Navarro
21 de janeiro de 2022 - 6h00

A prototipagem valida a hierarquia de informações, sequência de páginas, ações e artefatos da interface. No ambiente de vendas online, é um recurso importante para garantir o lançamento de features de sucesso. Edson Tavares, CTO da Via, entretanto, ressalta que a prototipagem é uma aliada de qualquer equipe de desenvolvimento de produto e não apenas do e-commerce. “Inovar é fazer algo que você já faz de uma forma mais eficiente ou mais atraente para nosso cliente final. É necessário buscar inovação para entregar algo que gere valor e maior envolvimento cultural, de forma completa”, diz. Ao Meio & Mensagem, o profissional destaca que a área de tecnologia está, cada vez mais, envolvida em todas as etapas de planejamento, de evolução e de definição de crescimento das empresas. “Sem o devido envolvimento da tecnologia podemos até enxergar possibilidades, porém, todas serão limitadas do ponto de vista de alcance e escalabilidade”, adiciona. Edson também aborda de qual forma o desenvolvimento interpessoal, com foco em resultado, entre os colaboradores auxilia na elaboração de pontos de contato mais assertivos entre marcas e consumidores finais e como o CTO pode auxiliar na experiência do usuário.

 

Edson Tavares, CTO da Via (crédito: divulgação)

Meio & Mensagem – Como o desenvolvimento de negócios e a implantação de planos de crescimento estão atrelados com acomodação de sistemas de TI?
Edson Tavares – Quando falamos em TI, não estamos apenas falando de sistemas. A área de tecnologia faz parte da construção do plano estratégico. Estamos, cada vez mais, envolvidos em todas as etapas de planejamento, de evolução e de definição de crescimento. Sem o devido envolvimento da tecnologia podemos até enxergar possibilidades, porém, todas serão limitadas do ponto de vista de alcance e escalabilidade. Por exemplo, se pensarmos em um programa de recompensas sem o envolvimento de um sistema, como identificar o público-alvo, aplicar as regras de exigibilidade, alcançar todos os clientes e entregar a recompensa a cada um deles? O foco da tecnologia, em qualquer plano de crescimento, ajuda a entender um processo ou uma ideia, depois validar como os clientes ou usuários finais serão afetados de maneira positiva e com a efetividade que a empresa necessita e buscar a implementação e a sistematização para que os objetivos sejam alcançados.

M&M – De qual forma o desenvolvimento interpessoal, com foco em resultado, entre os colaboradores auxilia na elaboração de pontos de contato mais assertivos entre marcas e consumidores finais?
Tavares – Contamos com colaboradores atuando junto com toda a equipe de tecnologia, como agilistas com todos os squads. Investimos em treinamentos e em tempo, para sermos cada vez mais parceiros. Entendemos que um time colaborativo, com união entre todos os membros, gera mais engajamento, paixão e vontade para chegar ao objetivo comum, que é a resolução dos desafios. Uma solução inovadora, sempre, estará ligada a pessoas que trabalhando juntas convergem em respostas mais adequadas aos nossos clientes e atingem a meta final. Em resumo, tecnologia, desenvolvimento de produtos, evolução de sistemas e transformação digital não são apenas códigos e, sim, mais pessoas co-criando e trabalhando juntas, de forma sinérgica, em busca de resultados genuínos.

M&M – Qual é a importância de levar inovação para dentro e para fora de uma empresa?
Tavares – Inovar é fazer algo que você já faz de uma forma mais eficiente ou mais atraente para nosso cliente final. É necessário buscar inovação para entregar algo que gere valor e maior envolvimento cultural, de forma completa. A inovação acontece de forma fluída com os times, desde que estejam alinhados com o objetivo da empresa.

M&M – A prototipagem é uma aliada do e-commerce?
Tavares – Toda a jornada do nosso cliente precisa ser pesquisada, avaliada e validada. A prototipagem faz muito sentido para que as criações e lançamentos sejam mais assertivos. Em nossas equipes, temos, junto aos product managers, uma pessoa de UX design, para, justamente, criar a solução, avaliar e validar, junto a nosso cliente. Após alinhamento e discovery, fazemos o uso do protótipo para a validação da experiência e todos os envolvidos na criação da solução têm a visão de como nosso cliente vivenciará isso. A prototipagem garante que o produto seja utilizado pelo público-alvo e pode ser desde um simples desenho de papel a programas sofisticados que simulam a interação do produto real com o cliente, os chamados protótipos navegáveis. É um recurso muito importante para analisarmos a assertividade da interface quanto às necessidades do cliente, ao corrigir e evitar o retrabalho, garantindo que a nova feature a ser lançada esteja de acordo com as necessidades do nosso cliente. Vale ressaltar que a prototipagem é aliada de qualquer equipe de desenvolvimento de produto e não apenas do e-commerce. Com esse tipo de ação, podemos validar se o produto que será desenvolvido está adequado ao modelo mental de utilização da interface do cliente, já que não é efetivo construirmos uma interface que só designers e desenvolvedores consigam utilizar. De forma direta, a prototipagem valida a hierarquia de informações, sequência de páginas, ações e artefatos presentes na interface, garantindo que não falte nada para completar as tarefas. Por exemplo, por meio da prototipagem, podemos identificar a falta de links ou campos necessários para acessar outra sessão do site.

M&M – Como o CTO pode auxiliar na experiência do usuário?
Tavares – Toda funcionalidade deve ser, sempre, pensada com foco na experiência do usuário ou cliente. Como CTO, busco sempre esse olhar para os nossos times de tecnologia e áreas de negócio para resolver um problema. Desta forma, a experiência do cliente ficará totalmente fluída. Com isso, entendo que é papel do CTO trazer essa visão e, assim, unificar o time de produto e engenharia com todas as áreas da empresa.

*Crédito da foto no topo: Reza Fahlevi/Pexels

Publicidade

Compartilhe

Veja também