Proxxima
Meio & Mensagem

Websummit: big reset

Buscar

Opinião

Publicidade

Websummit: big reset

O maior evento de transformação digital do mundo propõe um grande recomeço

Victória Navarro
4 de dezembro de 2020 - 11h38

Gustavo Schifino*

Os números impressionam: 104,6 mil participantes, sendo 46% mulheres, de 168 países, têm à sua disposição 679 palestras, em três dias intensos. O crescente interesse pelo tema e a facilidade digital, ampliam em quase 30% a audiência daquele que já era o principal evento de estratégia digital do planeta.

O uso da inteligência artificial (AI) com foco nas pessoas, e não somente nos clientes, é presença quase garantida em todos os painéis, seja para revolucionar o varejo, para entregar conteúdo ou para desenvolver produtos e serviços. De forma uníssona, dezenas de CEOs que interferem diariamente nas nossas vidas parecem determinados a melhorar o mundo para nossos netos e por consequência a seus investidores, e não o contrário. Fazer o bem usando a melhor tecnologia disponível é outra forma de dizer o mesmo que foi pano de fundo no imenso encontro digital desse ano.

Se dados são o novo petróleo a inteligência artificial é a nova energia.

Na saúde, por exemplo, empresas como a 23andMe e FinnGen, usando AI para interpretar milhares de genomas e doenças, para serem preditivas e corretivas nas maiores chagas da humanidade. No varejo, empresas como a Standard Cognition, mostra como a visão computacional traz dados impressionantes, que com IA conseguirão lhe vender antes mesmo de você perceber. Os serviços com notável evolução podem ser exemplificados pela Manna ou pela Zipline, empresas usando drones no transporte, tornando absoluta realidade a entrega instantânea de produtos para o consumo diário ou para emergências médicas. Aplicativos como o Nextdoor, presente em 11 países, mostra a utilização da AI para seu bairro, criando uma rede social com seus vizinhos, em sintonia com a globalização reversa que estamos vivendo.

As bases para o big reset são simplificadas na fala sempre iluminada da Barbara Coppola, CEO da IKEA. Simplicidade, inclusão e transparência. A IA é o meio, é a melhor forma de acumular e processar informações para tratar cada um como único, exatamente como era no milênio anterior na mercearia do seu João.

O grande recomeço conversa com conceitos como: reuso, fim de qualquer desperdício, flexibilidade, privacidade, tolerância ao erro, criatividade, rapidez, pragmatismo, educação e propósito.

O estímulo do Websummit 2020 é um convite ao reset para todas as pessoas e empresas, que estão se readaptando à era das plataformas em um mundo guiado por dados, usando o que está ao seu alcance para fazer o melhor para as pessoas agora. Escolha uma dor para resolver, coloque a sua melhor energia, pesquise, estude e resolva. As organizações sem simplicidade, inclusão e transparência serão naturalmente ejetadas do nosso convívio.

*Gustavo Schifino é CEO da DX.CO, curador no Websummit pelo grupo OasisLab e coordenador da comissão de transformação digital da ABF

Compartilhe

Publicidade