Proxxima
Meio & Mensagem

O poder das sardinhas

Buscar

Opinião

Publicidade

O poder das sardinhas

Sempre perguntamos aos convidados quem poderá frear o poder colossal continuo das trilhonárias empresas de tecnologia no futuro , e sempre ficamos sem respostas, eu estou cada dia mais convencido que serão as “sardinhas”

2 de março de 2021 - 6h00

Andre Chaves*

Semanas atrás estava lendo sobre algo revolucionário que aconteceu em Wall Street nos últimos tempos , em especial o report  extraído da newsletter da Morse publicado no dia 29.01.21  , entretanto gostaria de traçar um paralelo com a nossa indústria, mas vamos começar então contextualizando esta história com um trecho deste conteúdo.

“O Melvin Capital, um hedge fund, resolveu apostar na queda das ações da rede varejista de vídeo games, GameStop, seguindo a tese de que, muito afetada pela pandemia, a rede de lojas estava próxima de pedir recuperação judicial. Para isso, o Melvin Capital – e outros hedge fund – começaram a operar vendidos nas ações da empresa. Essa notícia chegou ao r/WallStreetBets, um subfórum do “grande fórum digital” do Reddit, composto de mais ou menos 3 milhões de entusiastas do mercado financeiro e day traders “amadores”.Munidos com alguns dólares e com mensagens em grupo, os “amadores do Reddit” resolveram virar o jogo da GameStop e passaram a comprar as ações da varejista. E foi uma ação em massa: os papéis da GameStop eram cotados a US$ 19,06 no fim de dezembro, nesta semana, eles chegaram a operar no patamar de US$ 468,49 “.

A meu ver , um dos maiores exemplos recentes do poder da cauda longa.

Trazendo agora este contexto para a nossa indústria, fico imaginando se os usuários tivessem um cashback de uso de seus dados pessoais pelas grandes big techs ,  imaginem as pessoas se juntassem de uma forma em que as plataformas sociais tivessem que disputar a tapa os melhores perfis , um verdadeiro tsunami da nossa indústria e talvez a única forma concreta de diminuir o poder destas empresas que estão atualmente loteando a internet e tentando criar seus próprios ecossistemas e suas regras.

Sei que para muitas empresas isso pode ser um tema indigesto, mas para bilhões de pessoas do planeta seria algo extremamente valioso,  remunerar de forma justa a utilização dos seus dados que hoje são usados sem que elas tenham noção por onde circulam.  Existem várias startups e empresas de adtech que foram criadas para isso , faturam em cima “delas” e as pessoas nem imaginam por onde seus perfis estão circulando, isso sem falar nos vazamentos criminosos de centenas de milhões de dados que são frequentemente surrupiados por crackers e  caem diariamente na deep web.

Tenho um podcast de futuro que se chama “future Hacker”e sempre perguntamos aos convidados quem poderá frear o poder colossal continuo das trilhonárias empresas de tecnologia no futuro , e sempre ficamos sem respostas, eu estou cada dia mais convencido que serão as “sardinhas”.

*André Chaves é chief growth officer da Squadra Ventures

Compartilhe

Publicidade