Proxxima
Meio & Mensagem

Precisamos falar sobre o uso excessivo da imagem de certos influenciadores

Buscar

Opinião

Publicidade

Precisamos falar sobre o uso excessivo da imagem de certos influenciadores

A saudabilidade da imagem do influenciador precisa ser considerada para que a comunicação não sature rapidamente e chegue de forma negativa ao público

1 de setembro de 2021 - 6h26

(crédito: reprodução)

Que o marketing de influência e o uso de artistas e celebridades em ações publicitárias trazem resultados e são extremamente estratégicos e efetivos para as marcas já sabemos. No entanto, o quanto nós consideramos da saudabilidade desses assets para evitar uma saturação precoce da estratégia de comunicação?

Muitas marcas querem pegar uma carona no sucesso de algumas celebridades e artistas que estão em alta – e com razão – mas se esquecem de avaliar a forma como isso é recebido pela audiência e pelos consumidores que são impactados diretamente com uma enxurrada de informações diariamente.

Nos últimos dias, tenho sido impactado em diversos meios e veículos com uma série de postagens e filmes publicitários seguidos e repetitivos, de marcas diferentes, mas com algo em comum: os mesmos garotos-propaganda. Chega um momento que as pessoas não conseguem mais distinguir de qual marca se trata a campanha, pois os seus olhares já se acostumaram com essas celebridades e a mensagem não chega até elas como devia e a estratégia falha – temos aqui então um grande problema, já que os esforços criativos e financeiros foram comprometidos.

Tenho notado também uma série de reclamações acerca desse tema por parte de consumidores, já que causa um certo incômodo e desconforto ser impactado pelas mesmas vozes, os mesmos bordões e os mesmos rostos todos os dias, falando de assuntos e produtos diferentes – e que por muitas vezes não demonstram nenhuma conexão e coerência com quem está falando sobre eles.

Além das nossas métricas padrões de sucesso, precisamos avaliar mais um KPI e que é de extrema importância: a saudabilidade, que vai nos falar sobre a saúde dos nossos conteúdos publicitários, trazer a percepção da audiência sobre eles e destacar o quanto, de fato, a comunicação foi efetiva e atingiu os seus objetivos primários e secundários. Com essa prática evitamos ainda o flood, que nada mais é do que o excesso e a repetição de conteúdos e mensagens.

Para além dessa questão, existe uma infinidade de perfis entre influenciadores e artistas que podem ser explorados positivamente, agregar de diversas formas na comunicação e evitar esse tipo de problema.

Compartilhe

Publicidade