Proxxima
Meio & Mensagem

ABAP, Cenp e Sinapro criam protocolo de prevenção a Covid para agências

Buscar

Notícias

Publicidade

ABAP, Cenp e Sinapro criam protocolo de prevenção a Covid para agências

A Prefeitura de São Paulo assinou nesta segunda-feira (6) o “Protocolo De Prevenção à Covid-19 em Agências de Publicidade”, organizado pela Abap (Associação Brasileira das Agências de Publicidade), em parceria com o Cenp e o Sinapro-SP. A medida é válida somente para a cidade de São Paulo

ProXXIma
6 de julho de 2020 - 15h55

 

Gostaria de sugerir uma pauta. A Prefeitura de São Paulo assinou nesta segunda-feira (6) o “Protocolo De Prevenção à Covid-19 em Agências de Publicidade”, organizado pela Abap (Associação Brasileira das Agências de Publicidade), em parceria com o Cenp e o Sinapro-SP. A medida é válida somente para a cidade de São Paulo. Os gestores responsáveis de cada agência devem realizar consulta formal às autoridades sanitárias de seu município.

 

Site: https://www.protocolocovid.com.br/

 

Vídeo: https://youtu.be/Fq_WXdSq4i0

 

Declarações

“A Abap dialogou ao longo dos últimos meses com especialistas de diversos segmentos e consultou protocolos de agências internacionais e nacionais para consolidar uma orientação geral ao mercado, respeitando as recomendações das autoridades de saúde e que buscasse assegurar um ambiente seguro para os profissionais da comunicação. Destacamos que a decisão de retomar as atividades físicas é de escolha individual de cada empresa e gestores”.

Mario D´Andrea, presidente nacional da Abap

 

“Desenvolvido pela Abap, este protocolo é essencial para retomada das atividades com a devida atenção à pessoa humana, aos profissionais. Que tudo seja feito com a serenidade que o momento exige. Todo cuidado conta, afinal o inimigo é invisível e sorrateiro.”

Caio Barsotti, Presidente do Cenp

 

“A aprovação do protocolo dará segurança às agências de publicidade para a retomada das atividades presenciais tanto sob o aspecto da saúde e segurança da equipe – ao indicar as medidas que deverão ser observadas para se evitar o risco de contaminação – quanto da gestão da operação, dando retaguarda legal para as empresas gerenciarem as relações com os colaboradores no contexto da flexibilização da quarentena. Ele é resultado de um longo trabalho realizado a várias mãos, e, portanto, é bastante consistente e sólido sob os aspectos jurídico e da segurança das pessoas.”

Dudu Godoy, presidente do Sinapro-SP (Sindicato das Agências de Propaganda do Estado de São Paulo)

 

Compartilhe

  • Temas

  • Agencias

  • PROTOCOLO PREVENÇAO COVID

Publicidade