Proxxima
Meio & Mensagem

Como escolher KPIs com sabedoria?

Buscar

Notícias

Publicidade

Como escolher KPIs com sabedoria?

Rafael Zenorini, CEO da Refinaria de Dados, fala sobre os impactos do fim do third-party cookies e o data analytics na aproximação entre consumidores e marcas

Victória Navarro
19 de janeiro de 2021 - 6h00

O KPI é uma métrica relevante para a mensuração de desempenho, seja de uma estratégia de marketing, seja de um processo de gestão. Entretanto, estabelecer um Key Performance Indicator exige objetivos bem definidos. “Medir tudo sem saber a razão e os insights que você pode extrair dos números é mais perigoso do que não medir nada”, diz Rafael Zenorini, CEO da Refinaria de Dados. Ao ProXXIma, o profissional aborda o futuro dos dados, os impactos do fim do third-party cookies e o data analytics na aproximação entre consumidores e marcas.

 

Rafael Zenorini, CEO da Refinaria de Dados (crédito: divulgação)

Indicadores de desempenho
Os KPIs devem ser ponderados, de acordo com as estratégias de go-to-market e desenvolvimento de produto. Medir tudo, sem saber a razão e os insights que você pode extrair dos números, é mais perigoso do que não medir nada, pois pode te dar a ilusão de que você sabe o que está acontecendo. O ideal é entender a maturidade do produto e do mercado, colocando os KPIs nas perguntas que precisam ser respondidas, nas hipóteses que devem ser validadas.

Os KPIs devem ser ponderados, de acordo com as estratégias de go-to-market e desenvolvimento de produto

O fim dos third-party cookies
Os dados registrados no histórico de navegação de um usuário impactam mais as ferramentas que dependem dessas informações. Os profissionais de marketing poderão obter variáveis semelhantes, a partir de outros meios. Poderão também convidar os usuários a compartilharem alguns dados em troca de benefícios.

Data analytics e a relação entre consumidores e marca
As ferramentas de análise de dados podem, finalmente, colocar o consumidor no centro da relação. Entender as particularidades, o momento e desenvolver relacionamentos, com experiências customizadas é o grande poder que o data analytics pode trazer.

As marcas precisam começar a trazer os usuários como partícipes do processo de desenvolvimento das suas bases de dados

Defendendo informação
O maior avanço que vejo no setor de dados é entender como trabalhar com o usuário sendo detentor das informações dele. As marcas precisam começar a trazer os usuários como partícipes do processo de desenvolvimento das suas bases de dados. O usuário precisa enxergar o valor que o dado gera para a organização e ele precisa ser beneficiado nesse processo de compartilhamento das informações. A era da vigilância está acabando. Vamos dar boas vindas a era da transparência.

*Crédito da foto no topo: Feja/iStock

Compartilhe

Publicidade